RSS
 
 

Circuito Batatinha é palco da diversidade no carnaval

Publicação: 17/02/12 | 20H02 - Última Atualização: 23/02/12 | 11H02

Dançarinos desfilam no circuito Batatinha Foto: André Santana

Toda diversidade do carnaval das entidades de matriz africana pode ser contemplada no circuito Batatinha, Centro Histórico de Salvador, onde centenas de blocos desfilam, proporcionando uma mistura de cores, ritmos e elementos da cultura afro-brasileira. O trajeto dos blocos do circuito Batatinha acontece a partir da Rua Chile, sentido Praça Castro Alves, subindo pela Rua da Ajuda em direção à Praça da Sé, de onde retornam à Praça Municipal.

O Circuito que homenageia um dos maiores músicos da Bahia tem sido um dos destaques do Carnaval 2012. Após sediar a abertura oficial do Carnaval de Salvador, nesta quinta-feira, 16, o circuito Batatinha promete noites de muita animação. A marca do circuito é a diversidade de ritmos trazidos pelos blocos de matriz africana. Entre eles, estão blocos afro, de samba, percussão, afoxés, reggae e blocos de índio.

Neste sábado, 18, a partir das 16h, diversidade musical será a regra. Tem música para todos os gostos. Desde o arrocha dos cantores Pablo, Nira Guerreira e Nelsinho, que animam o bloco Mutantes, o ijexá dos afoxés Filhos de Korin Efan, Filhas de Gandhy e Ilê Oyá; tem o ritmo jamaicano dos blocos Surf Reggae e Banana Reggae e o samba de roda com os blocos Tempero de Negro, Alafim, Filhos de Nanã e muitas outras entidades que celebrarão o samba na Avenida.

O desfile dessas entidades garante a presença de diversas comunidades periféricas de Salvador na folia de Momo. É o caso do bloco afro Mundo Negro, do bairro do Beirú. Criado em 1990, a entidade surgiu em meio à luta dos moradores do bairro para a manutenção do nome, que faz referência a um líder quilombola que habitou o bairro do Cabula. O bloco Mundo Negro realiza atividades de conscientização política e profissionalização da comunidade, que ainda mantem duplicidade de nome: Beirú e Tancredo Neves.

Essas entidades que animam o circuito Batatinha integram o Carnaval Ouro Negro, programa de apoio ao desfile de blocos de matriz africana, criado em 2009, pela Secretaria de Cultura da Bahia. Em 2012, o programa contempla 126 entidades, entre afoxés, blocos afro, de índio, de samba, de reggae e de percussão, com um investimento de R$5,305 milhões. Saiba mais em: http://www.cultura.ba.gov.br/2012/01/17/carnaval-ouro-negro/

Compartilhar:
  • Print
  • Digg
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Google Bookmarks
  • email
  • FriendFeed
  • LinkedIn
  • Live
  • MySpace
  • Netvibes
  • PDF
  • Twitter

Notícias Recentes

+ todas as notícias

 
 

 
 
 
Unidades
Secretaria de Cultura do Estado da Bahia
Palácio Rio Branco, Praça Thomé de Souza, s/n – Centro
CEP: 40.020-010 – Salvador, Bahia.
(71) 3103-3400

Secretaria de Cultura - Governo da Bahia