Fundo de Cultura

10/03/2017 15:50

"Oxe: oficinas de criação" formará jovens para mediação e recitação

Formar público leitor e incentivar o conhecimento de novos autores e obras. Essa é a premissa do projeto Oxe: oficinas de criação, mediação e leitura que vai selecionar 40 jovens do Recôncavo baiano para um curso com 100 horas de duração, visando transformá-los em multiplicadores para atuar em cidades como Santo Amaro, Cachoeira, Saubara e São Francisco do Conde. O aspecto inovador da proposta recai sobre a escolha dos textos a serem utilizados, tendo como base a literatura baiana contemporânea, privilegiando escritos produzidos a partir do final da década de 1970.

O projeto foi um dos selecionados no Setorial de Leitura 2016, do Fundo de Cultura da Bahia - Secretarias da Fazenda e Cultura, e é resultado de uma parceria interinstitucional entre o IFBA e a UFBA. As inscrições encontram-se abertas e podem ser feitas através do site www.santoamaro.ifba.edu.br ou pelo fb.com/portaloxe, onde se encontra disponível a ficha de inscrição.

Segundo a professora Gal Meireles, do IFBa, idealizadora do projeto juntamente com o professor Igor Rossini, UFBa, o público-alvo são os estudantes da educação básica e superior dos municípios do Recôncavo. O lançamento será realizado no dia 17 de março, às 17 horas, na Praça da Purificação, em Santo Amaro, com a Folia Literária, que envolve uma série de atividades, incluindo performances dos cantores Márcio Valverde, Lívia Milena e Roberto Mendes, filarmônicas, charangas, recitadores e projeção de videomapping realizadas por Roberta Carvalho no prédio da Academia de Letras de Santo Amaro.

Será realizado ainda um sarau público com a presença do Interartes Coletivo Artístico CECULT e sob as coordenações musical de Jorge Lampa, cênica de MaciejRosälski e literária de Rubens da Cunha. "Vamos aproveitar e iniciar também uma cruzada pela reedificação do prédio histórico da Academia de Letras de Santo Amaro, hoje em ruínas”.
Gal Meireles conta que ao final do projeto será publicada uma coletânea com o material produzido pelos jovens que será intitulada de "Alô, alô Santo Amaro", além de uma homenagem ao poeta popular Cuíca de Santo Amaro. "O 'Oxe' nasceu com projeto idêntico dentro do IFBa, com estudantes do ensino médio. Trabalhamos com alunos bolsistas e voluntários". O trabalho foi vencedor do Congresso de Pesquisa e Inovação da Rede IFBa.

Inicialmente será realizado um ciclo de oficinas formativas compreendendo 72 horas e mais 10 ações de mediação leitora de 4h/atividade. De março a setembro, ocorrerão as oficinas de círculos de leitura, criação literária, mediação e performance. As oficinas serão realizadas na Academia de Letras de Santo Amaro, semanalmente; as ações de mediação serão planejadas em continuidade as atividades do Projeto Oxe: literatura baiana contemporânea e do Projeto Mural das Letras, que já desenvolvem ações do gênero desde 2014 na região.

Fundo de Cultura do Estado da Bahia (FCBA) - Criado em 2005 para incentivar e estimular as produções artístico e culturais baianas, o Fundo de Cultura é gerido pelas Secretarias Estaduais de Cultura e da Fazenda da Bahia. O mecanismo custeia, total ou parcialmente, projetos estritamente culturais de iniciativa de pessoas físicas ou jurídicas de direito público ou privado. Os projetos financiados pelo Fundo de Cultura são, preferencialmente, aqueles que apesar da importância do seu significado, sejam de baixo apelo mercadológico, o que dificulta a obtenção de patrocínio junto à iniciativa privada. O FCBA está estruturado em 4 (quatro) linhas de apoio, modelo de referência para outros estados da federação: Ações Continuadas de Instituições Culturais sem fins lucrativos; Eventos Culturais Calendarizados; Mobilidade Artística e Cultural e Editais Setoriais. Para mais informações, acesse: Mobilidade Artística e Cultural 2015.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.