Fundo de Cultura

10/03/2017 17:40

Grupo Viola de Arame apresenta show na Argentina pelo Edital de Mobilidade da SecultBA

dd
Foto: Caji

Neste sábado (11), Júlio Caldas, Cassio Nobre e Ricardo Hardmann apresentam na Argentina. "Arame Farpado", o novo show e album do grupo Viola de Arame, onde a viola caipira - ou "viola de arame" - é a principal atração. A apresentação é fruto do programa de mobilidade artística da Secretaria de Cultura do Estado.

Fruto de 15 anos de pesquisas em torno da sonoridade, dos formatos e da "aura misteriosa" deste instrumento brasileiro ancestral, o "Viola de Arame" traz a linguagem da viola brasileira tradicional para o universo instrumental, popular e contemporâneo, com composições próprias dos dois violeiros.

Desde 2009, o Viola de Arame vem apresentando shows em diversos espaços e eventos em Salvador e interior da Bahia, bem como em Festivais de Jazz e música instrumental pelo Nordeste (XVI Festival de Música Instrumental da Bahia 2009, II Festival de Jazz do Capão 2011, XI Festival de Jazz & Blues de Guaramiranga 2010, Mercado Cultural/2011, VIII Festival BNB da Música Instrumental/2013 e II Festival de Inverno de Igatú/2014).

O grupo também é idealizador do projeto "Viola no Coreto", um circuito de shows e oficinas musicais do “Viola de Arame” pelos antigos coretos do interior da Bahia. O novo show “Arame Farpado”, apresenta obras inéditas do segundo álbum - "Arame Farpado" - com lançamento em plataformas digitais previsto para 2017, além de músicas do primeior album do grupo, lançado em 2011.

Fundo de Cultura do Estado da Bahia (FCBA) - Criado em 2005 para incentivar e estimular as produções artístico-culturais baianas, o Fundo de Cultura é gerido pelas Secretarias da Cultura e da Fazenda. O mecanismo custeia, total ou parcialmente, projetos estritamente culturais de iniciativa de pessoas físicas ou jurídicas de direito público ou privado. Os projetos financiados pelo Fundo de Cultura são, preferencialmente, aqueles que apesar da importância do seu significado, sejam de baixo apelo mercadológico, o que dificulta a obtenção de patrocínio junto à iniciativa privada. O FCBA está estruturado em 4 (quatro) linhas de apoio, modelo de referência para outros estados da federação: Ações Continuadas de Instituições Culturais sem fins lucrativos; Eventos Culturais Calendarizados; Mobilidade Artística e Cultural e Editais Setoriais.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.