Fazcultura

06/07/2017 16:00

Natura Musical seleciona projetos para patrocínio com novo modelo de atuação

f
Foto: Aline Simonetti

Natura Musical seleciona novos projetos para patrocínio em 2018, com inscrições abertas de 04 a 21 de julho. Artistas, bandas e coletivos de todo o Brasil, em diferentes estágios de carreira, de apostas a nomes consagrados, podem concorrer ao patrocínio através da ficha de inscrição disponível no portal www.naturamusical.com.br.

A marca está oferecendo 5,6 milhões para o lançamento de novos trabalhos (CDs, DVDs e outros formatos) e para o patrocínio de festivais, com apoio da Lei Rouanet e das leis estaduais de incentivo à cultura (ICMS) no Rio Grande do Sul, Pará, Bahia, Minas Gerais, São Paulo e Paraná. Na Bahia, desde 2012 o Natura Musical se articula junto à Secretaria Estadual de Cultura para a realização do edital no estado através do Fazcultura.

A seleção dos projetos ocorrerá de duas formas: via edital público para a categoria lançamento de novos trabalhos e por indicação da rede de curadores para o patrocínio de festivais. O novo edital Natura Musical está aberto a produtores artísticos e culturais, músicos, grupos, companhias e outras instituições que atendam às exigências para inscrição nas leis de incentivo.

Nesta edição, o Natura Musical 2017 traz um novo recorte estético, com novas categorias de patrocínio, curadoria ampliada e edital mais simples. Acompanhando as transformações nos últimos anos, o projeto foi criado para valorizar a música brasileira, que passou por uma ampla revisão após completar seu primeiro ciclo de 10 anos. Com o objetivo de ampliar sua relação com o público, por meio de experiências e conteúdo engajador, além de direcionar sua atuação no setor de cultura e entretenimento para o território da inovação e economia criativa.

O novo edital busca projetos que valorizem a identidade e a diversidade, conectados ao debate de temas contemporâneos e que expressam a vitalidade da música brasileira, sempre em movimento. Ao longo desses 12 anos, os temas que abalam o mundo também mudaram. A transição do analógico para o digital trouxe à tona conflitos de diversas origens: étnicos, geracionais, sociais, de gênero, ideologias etc. “A evolução do Natura Musical responde ao desejo de dar voz à música que reverbera nesse contexto de grandes mudanças, debatendo temas como identidade e diversidade e promovendo empatia, conexões e encontros”, afirma Fernanda Paiva, gerente de marketing institucional da Natura.

Após 12 anos de editais anuais, neste ano Natura Musical está simplificando o processo seletivo desde as inscrições até o anúncio dos contemplados. Das nove etapas anteriores, o novo edital passa a ser realizado em quatro etapas: inscrições, com validação automática via sistema, avaliação da rede de curadores, negociação e aprovação nas leis. A análise dos projetos passa das mãos de uma equipe de cinco especialistas para uma rede com cerca de 20 integrantes, de perfis variados, entre curadores, produtores, jornalistas e outros representantes do mercado musical. A rede será responsável pela recomendação dos projetos com base em quatro critérios: criação e produção artística, repercussão, articulação e viabilidade.

FAZCULTURA – Parceria entre a SecultBA e a Secretaria da Fazenda (Sefaz), o mecanismo integra o Sistema Estadual de Fomento à Cultura, composto também pelo Fundo de Cultura da Bahia (FCBA). O objetivo é promover ações de patrocínio cultural por meio de renúncia fiscal, contribuindo para estimular o desenvolvimento cultural da Bahia, ao tempo em que possibilita às empresas patrocinadoras associar sua imagem diretamente às ações culturais que considerem mais adequadas, levando em consideração que esse tipo de patrocínio conta atualmente com um expressivo apoio da opinião pública.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.