Fazcultura

20/07/2017 11:40

Rumpilezz e BaianaSystem são destaques no Prêmio da Música Brasileira

s
Aconteceu na noite de ontem (19) a 28ª Edição do Prêmio da Música Brasileira, que reuniu e premiou grandes estrelas da música nacional no Theatro Municipal do Rio de Janeiro. E a Bahia demonstrando sua diversidade musical fez bonito na festa, além da estrela de axé Ivete Sangalo que foi reconhecida melhor cantora, a Orkestra Rumpilezz levou 3 prêmios, enquanto a banda BaianaSystem trouxe pra casa 2 prêmios.

Reconhecida em solo internacional, a bigband baiana Letieres Leite & Orkestra Rumpilezz tem mais de uma década de realizações e reverência à música afro-baiana e suas transversalidades. Entre suas realizações, o projeto de circulação regional JAZZTRIO Rumpilezz Pela Baía de Todos os Santos, turnê que passou por cinco cidades da Bahia, realizando concertos e oficinas, com apoio do Fazcultura, mecanismo das secretarias da Fazenda e de Cultura do Estado da Bahia. O Fazcultura também financiou o Rumpilezzinho, ação voltada para a formação musical de jovens. No Prêmio de ontem, a Rumpilezz saiu com os troféus de Melhor Álbum Instrumental, por A Saga da Travessia, Melhor Grupo e Melhor Arranjador para o maestro Letieres Leitte.

Um dos principais expoentes da música baiana contemporânea, a BaianaSystem faturou os prêmios de Melhor Revelação e Melhor Grupo na categoria Pop/rock/reggae/hip-hop/funk. A jornada da BaianaSystem já começou há alguns anos, em 2013 foi contemplada pelo edital de Mobilidade Artística do Fundo de Cultura com a turnê Nesse Mundo, tendo sido novamente selecionada em 2014 para realização de sua turnê norte-americana. Em 2017 realizou através do Fazcultura três grandes shows com convidados especiais no verão de Salvador, além de ter participado pelo quarto ano consecutivo do Carnaval da Cultura. Hoje, a banda já é também considerada uma das atrações mais populares da folia baiana.

FAZCULTURA
– Parceria entre a SecultBA e a Secretaria da Fazenda (Sefaz), o mecanismo integra o Sistema Estadual de Fomento à Cultura, composto também pelo Fundo de Cultura da Bahia (FCBA). O objetivo é promover ações de patrocínio cultural por meio de renúncia fiscal, contribuindo para estimular o desenvolvimento cultural da Bahia, ao tempo em que possibilita às empresas patrocinadoras associar sua imagem diretamente às ações culturais que considerem mais adequadas, levando em consideração que esse tipo de patrocínio conta atualmente com um expressivo apoio da opinião pública.

Fundo de Cultura do Estado da Bahia (FCBA) – Criado em 2005 para incentivar e estimular as produções artístico-culturais baianas, o Fundo de Cultura é gerido pelas Secretarias da Cultura e da Fazenda. O mecanismo custeia, total ou parcialmente, projetos estritamente culturais de iniciativa de pessoas físicas ou jurídicas de direito público ou privado. Os projetos financiados pelo Fundo de Cultura são, preferencialmente, aqueles que apesar da importância do seu significado, sejam de baixo apelo mercadológico, o que dificulta a obtenção de patrocínio junto à iniciativa privada. O FCBA está estruturado em 4 (quatro) linhas de apoio, modelo de referência para outros estados da federação: Ações Continuadas de Instituições Culturais sem fins lucrativos; Eventos Culturais Calendarizados; Mobilidade Artística e Cultural e Editais Setoriais.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.