Fundo de Cultura

31/07/2017 10:50

Museu Costa do Dendê de Cultura Afro-Indígena é inaugurado com apoio do Governo da Bahia

w

No dia 06 de agosto será inaugurando o Museu da Costa do Dendê de Cultura Afro-Indígena, no povoado de Cajaíba, município de Valença. Gerido pela Comunidade do Caxuté, sob a liderança da sacerdotisa Bantu Mam´etu Kafurengá (Mãe Bárbara), o Museu se instala graças aos recursos da Comunidade Caxuté e o apoio do Programa de qualificação Design Dialógico: Uma Estratégia para Gestão Criativa de Território, do Instituto de Design e Inovação, obtidos através do Fundo de Cultura, no Edital Formação e Qualificação em Cultura 2016, da Secretaria Estadual de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA).

O Museu da Costa do Dendê, está instalado numa área de 2 km, entre dendezeiros, rodão de dendê, matas e cacaueiros, cenário onde será abordada a cosmovisão Bantu e indígena, em suas conexões entre biodiversidade e diversidade cultural, intermediada por saberes herdados desta ancestralidade.

Nos ambientes explorados, terão diversos espaços, como a Exposição Etnocultural, de Almir Bindilatti, que aborda o patrimônio material, imaterial e ambiental da região, numa pesquisa iconográfica sobre as comunidades tradicionais da Costa do Dendê, trazendo a diversidade ambiental, arquitetônica, suas manifestações culturais como o Zambiapunga, Capoeira, Burrinha, Marujada, samba de roda e a pesquisa sobre os quilombos e irmandades negras, além de um número expressivo de comunidades tradicionais, com um grande legado histórico e cultural, de extrema importância pro fortalecimento da identidade do território.

O Museu da Costa do Dendê de Cultura Afro-Indígena é um espaço inovador e natural situado no litoral da Costa do Dendê na Bahia. É uma iniciativa da Comunidade Caxuté, que tem se firmado como um corpo de referência na defesa do legado ancestral Bantu-Indígena no território, buscando construir iniciativas e parcerias que fortaleçam a ancestralidade, a produção do conhecimento das comunidades tradicionais de matriz africana Bantu-indígena, enquanto instrumento de preservação dos saberes e fazeres e fortalecimento identitário. A presença de dendezeiros e elementos naturais enriquecem o local, que vive em harmonia com culto a natureza, a crença nos mukixi, orixás e voduns, e caboclos.

O horário de funcionamento é de segunda à sexta-feira, das 10h às 17h, com agendamento prévio
com permanência até às 18h. Os ingressos no valor de R$ 6,00 (inteira) e R$ 3,00 (meia). Além de visitas mediadas de segunda a sexta-feira, nos horários de 9h30min; 11h30min, 13h30min e 15h30min. Sábados: 10h30min e 14h; Domingos: 11h.

Fundo de Cultura do Estado da Bahia (FCBA)
– Criado em 2005 para incentivar e estimular as produções artístico-culturais baianas, o Fundo de Cultura é gerido pelas Secretarias da Cultura e da Fazenda. O mecanismo custeia, total ou parcialmente, projetos estritamente culturais de iniciativa de pessoas físicas ou jurídicas de direito público ou privado. Os projetos financiados pelo Fundo de Cultura são, preferencialmente, aqueles que apesar da importância do seu significado, sejam de baixo apelo mercadológico, o que dificulta a obtenção de patrocínio junto à iniciativa privada. O FCBA está estruturado em 4 (quatro) linhas de apoio, modelo de referência para outros estados da federação: Ações Continuadas de Instituições Culturais sem fins lucrativos; Eventos Culturais Calendarizados; Mobilidade Artística e Cultural e Editais Setoriais.


Serviço:

Inauguração do Museu Costa do Dendê de Cultura Afro-Indígena
Exposição
: Etnocultura, do fotógrafo Almir Bindilatti.
Data: 6 de agosto de 2017, das 11h às 17h
Local: Comunidade Caxuté - Rua da Graciosa, km 11 - Cajaíba - Valença - Bahia
Plataforma digital: www.museudacostadodende.com 
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.