Fazcultura

03/08/2017 15:20

XI Festival da Cultura Japonesa de Salvador inicia venda de ingressos

w

Foto: Divulgação

O XI Festival da Cultura Japonesa de Salvador, que já faz parte do calendário da capital baiana, será realizado pela primeira vez durante três dias no Parque de Exposições de Salvador. O festival, que acontecerá entre os dias 25 e 27 de agosto, deve reunir aproximadamente 40 mil visitantes. Os ingressos antecipados custam R$12, sendo que crianças até oito anos não pagam. O público pode adquirir os tickets nos principais shoppings da cidade (lojas South e Chilli Beans), restaurantes e parceiros conveniados, on line no site e aplicativo da Safeticket, além dos pontos físicos nas cidades de Feira de Santana, Santo Antônio de Jesus e Camaçari. A relação completa dos pontos de venda pode ser consultada no site www.bonodorisalvador.com.br.

O projeto tem patrocínio do Governo do Estado, através do Fazcultura, Secretaria da Fazenda e Secretaria de Cultura do Estado da Bahia, e é viabilizado pela Lei de Incentivo à Cultura, através do Ministério da Cultura Governo Federal Ordem e Progresso. O evento é promovido pela Associação Cultural Nipo Brasileira de Salvador – ANISA.

Na edição 2017 o tema é “Artes Maciais Japonesas”, em japonês, "budô", cuja riqueza de sua história e expansão no mundo poderá ser apreciada nos diversos espaços e pela realização de workshops, demonstração de diversas modalidades (judô, sumô, karatê, aikidô, kendô, Kyūdō, Naginata e Jiu-jitsu) e exposição cultural. A grade de conteúdo é bastante rica e voltada para todas as idades com uma programação artística-cultural com a realização de oficinas temáticas de origami (dobradura em papel), kirigami (recorte de papel), mangá (história em quadrinhos), ikebana (arranjos florais), entre outros.

O evento ganhou mais um dia de programação e atrações inéditas, como a cantora Ayu Brazil, nome artístico da capixaba Amanda, celebridade na internet. Ela vai apresentar um show com músicas temas de filmes da Disney e animes, como Cavaleiros do Zodíaco, Dragon Ball e Pokémon. A artista tem uma legião de seguidores, conhecidos como "Ayubers", com mais de 680 mil inscritos e 120 milhões de visualizações. Outra atração musical é o quinteto japonês Ichimujin, que apresenta ritmos latinos, jazz e clássico após percorrer os palcos de cidades como Nova York, Los Angeles, Boston e México. Os tambores japoneses, o taikô, conhecido e apreciado pelo público baiano, terá oportunidade de conhecer o Taiko Wadan, grupo profissional de Sorocaba - SP. Sempre encantando o público, o Grupo Wado, de Salvador, fará soar os tambores com repertório percussivo criado exclusivamente para o evento.

A dança, elemento da cultura japonesas dos mais ricos, reúne o tradicional e as novas expressões dos movimentos jovens e o Festival traz essa diversidade, o Yosakoi Soran (dança tradicional) e o Matsuri Dance (dança pop criada no Brasil e inspirada em movimentos de danças japonesas). A delicadeza da dança mais tradicional, o Odori, poderá ser apreciada na apresentação do grupo da escola de bailado Hanayahui Kinryu. Coreografias com elementos na ginástica de expressão, alongamento e movimentos para as articulações são o destaque da apresentação da ginástica Kenko Taisso, que promoverá workshop direcionado para a terceira idade.

A criançada vai se divertir em um espaço dedicado só para eles e também nas oficinas de confecção de pipas e papagaios que aparecem em variadas cores, tamanhos e formatos produzidos por Ken Yamazato, professor de pipamodelismo. Pode ainda experimentar o beisebol através de uma estrutura inflável simulando os arremessos e rebatidas de um dos esportes mais populares do Japão. Os cosplayers, pessoas fantasiadas de seus personagens preferidos, circulam durante todo o evento prontos para fotos e vídeos, além de participar do desfile de cosplayers, onde o público pode acompanhar os personagens e incentivar este lúdico passeio na cultura pop. O festival também terá a presença dos mágicos paulistas Edison e Kevin Iwassaki, que possuem repercussão nacional graças às aparições em programas televisivos de personalidades como Silvio Santos, Jô Soares e Faustão.

Gastronomia e produtos - Outro destaque do XI Festival é a oferta gastronômica variada, com pratos tradicionais da culinária japonesa, com a presença de mais de 20 restaurantes com opções como sushi, tempurá, udon, lamén, entre outros pratos. No local o público tem oportunidade de conferir e comprar uma infinidade de artigos com temática oriental, o "maneki neko", o gatinho da sorte japonês, produtos de anime, revistas em quadrinho japonês, flores e muito mais.

FAZCULTURA – Parceria entre a SecultBA e a Secretaria da Fazenda (Sefaz), o mecanismo integra o Sistema Estadual de Fomento à Cultura, composto também pelo Fundo de Cultura da Bahia (FCBA). O objetivo é promover ações de patrocínio cultural por meio de renúncia fiscal, contribuindo para estimular o desenvolvimento cultural da Bahia, ao tempo em que possibilita às empresas patrocinadoras associar sua imagem diretamente às ações culturais que considerem mais adequadas, levando em consideração que esse tipo de patrocínio conta atualmente com um expressivo apoio da opinião pública.

SERVIÇO

XI Festival da Cultura Japonesa de Salvador 2017 – Bon Odori
Onde: Parque de Exposições Agropecuárias de Salvador, Rua Luís Viana Filho, s/nº, Itapuã, Salvador – BA, CEP: 41.611-670
Quando: sexta, sábado e domingo, 25 a 27 de agosto de 2017;
Horário: 15h às 22h (sexta-feira) e 10h às 22h (sábado e domingo);
Ingressos: R$ 12 (promocional - venda antecipada até 24 de agosto), R$26 (inteira) e R$13 (meia entrada);
Informações: http://www.bonodorisalvador.com.br/
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.