Cultura

11/08/2017 16:30

Programação diversificada agita o fim de semana na Flipelô

d

Os últimos dias da Flipelô levam bastante conhecimento e diversão ao fim de semana do Centro Histórico. A programação paralela promovida pela SecultBA em seus espaços tem como marca a diversidade, com opções para os mais diferentes públicos, entre crianças, jovens e adultos de dentro e fora de Salvador, que estão lotando o Pelourinho durante os dias de festa. Toda a programação é gratuita.

Biblioteca móvel – Além do acervo de 1000 livros, a Bibex (Biblioteca de Extensão) promove atividades recreativas, rodas de conversa e oficinas durante o fim de semana, com funcionamento das 9h às 17h. Entre os destaques, no sábado, às 10h, tem o espetáculo circense O Circo de um Homem Só, com o ator João Lima. Às 14h, o escritor e psicopedagogo Silvano Sulzart conversa sobre o seu novo livro, “O Diário de Davi: preconceito racial, homofobia e bullying na escola”. E a Cia de Teatro da Bibex promete divertir e ensinar uma lição sobre igualdade para os pequeninos com a peça Sítio do Picapau Amarelo da Diversidade, às 15h.

Já no domingo (13), a equipe da Bibex anima o Dia dos Pais com jogos e brincadeiras, oficina de reciclagem, além de trazer as contadoras de histórias Acely Araújo e Camila Carfma, do Projeto Ler é Poder, às 10h, e promover um bate-papo com a blogueira de livros Larissa Sousa Vieira, do blog Fuxico Literário.

Roda de conversa - A escritora e jornalista portuguesa Alexandra Lucas Coelho se encontra com autores baianos neste sábado, às 15h, no Centro de Formação em Artes (CFA) da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb). Durante o programa, a lisboeta refletirá, em conjunto, sobre a realidade de nosso idioma em termos globais, abordando-o como veículo de representação e afirmação dos povos lusófonos na cultura, nas políticas e também no mercado.

Exposições –
Permanece em cartaz na sede do Centro de Culturas Populares e Identitárias, das 9h às 17h30, a exposição Vida e Histórias de Jorge Amado, grafitada pelo artista visual Denissena. Composta por 22 quadros, a exposição retrata personagens, pessoas e momentos da vida do escritor. Os visitantes da casa também encontram uma variedade de peças e brinquedos extraídos das culturas populares. Estão por lá espalhados figurinos coloridos de baianas, bois multicores, bonecos artesanais e caixas de lambe-lambe que guardam um universo lúdico, habitado por personagens das histórias de Jorge Amado.

No Solar Ferrão está aberta para visitação ao público da Flipelô, das 9h às 17h, a exposição 100x100 Carybé Ilustra Amado, que busca promover uma reflexão sobre a cultura da Bahia através do relato da amizade entre dois grandes ícones responsáveis por obras de que mesclam originalidade e beleza, a mostra traz ilustrações de obras como O Sumiço da Santa e Jubiabá, além de fotos que revelam diferentes momentos da amizade entre Jorge e Carybé.

Projetos – Também na sede do CCPI, das 9h às 17h30, permanecem em exibição 20 VTS dos artistas selecionados no Grafias Eletrônicas, projeto desenvolvido pela Funceb junto ao Irdeb. Além disso, os participantes da Festa Literária também podem visualizar o portal do Mapa da Palavra.BA, tendo acesso à produção literária de artistas da Bahia. Serão expostos e distribuídos livros lançados por meio do Fundo de Cultura - Setorial Literatura; os quatro volumes das revistas CartoGRAFIAS, lançadas em 2016 através do Mapa da Palavra.BA; exemplares dos livros Autores Baianos, lançados em 2013 e 2014. Também são veiculados vídeos da Campanha "Memórias de Leitura”, da Fundação Pedro Calmon, com depoimentos de leitores falando de suas primeiras experiências de leitura. Os vídeos trazem relatos de como pessoas comuns ampliaram sua visão de mundo ao descobrir o prazer pela leitura.


Oficinas – Acontecem duas oficinas em museus do Pelourinho, ambas no sábado. No Museu Tempostal, às 9h, acontece a Oficina de Contação de Histórias, voltada para educadores, pedagogos e demais interessados. As inscrições podem ser realizadas através do e-mail: ocht2017@gmail.com. Serão 30 vagas para a atividade. Já o Museu Udo Knoff de Azulejaria e Cerâmica ealiza a Oficina de Encadernação Artística/Criativa ministrada pela museóloga e artesã Melissa Santos. A atividade tem o objetivo de apresentar variados tipos de encadernação por meio do reaproveitamento de materiais utilizados no cotidiano. A inscrição é gratuita e pode ser feita via tel.: 3117-6389 ou educativoudoknoff@gmail.com. A faixa etária mínima é de 15 anos (por conta da utilização de objetos cortantes).

Dança - Nos dias 12 e 13, sábado e domingo, das 14 às 17h, alunos do Curso de Educação Profissional da Escola de Dança da FUNCEB e grupos residentes fazem apresentações. Os alunos do curso profissional exibem ao público solos da mostra TôNaCena. Grupos residentes da Escola participam da programação do domingo.

Concerto – Encerrando a programação da SecultBA na Flipelô, a Orquestra ComPassos realiza o bis do Concerto Para Jorge Amado, apresentado pela primeira vez na quinta-feira (10). A apresentação no próximo domingo (13), às 16h, traz canções escritas por Jorge e composições inspiradas na obra do escritor. Canções como Modinha Para Tereza, Jubiabá, Beijos Pela Noite, É Doce Morrer no Mar, Tieta e Gabriela fazem parte do repertório.

FLIPELÔ – a Festa Literária Internacional do Pelourinho ocupa museus, teatros, cinema, praças e espaços dos mais diversos do Centro Histórico. De 9 a 13 de agosto, as ruas e espaços culturais do Centro Histórico se tornam palco de uma programação diversificada, que envolve saraus, debates, encontros, oficinas literárias, apresentações teatrais, leituras dramáticas, exibições de vídeo e shows musicais, com atividades que atendem aos públicos adulto e infanto-juvenil. A abertura do evento acontecerá na Igreja de São Francisco, com um Sarau de Maria Bethânia, no dia 9 de agosto, às 20h em uma apresentação para convidados. O projeto, que comemora os 30 anos da Fundação Casa de Jorge Amado, será também uma grande homenagem ao escritor Jorge Amado, na medida em que traz o PELOURINHO, cenário de parte da sua obra, para o roteiro de eventos literários, além de festejar Zélia Gattai e Myriam Fraga. A programação da SecultBA no evento é promovida através de suas unidades vinculadas: a Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb), o Centro de Culturas Populares e Identitárias (CCPI), a Fundação Pedro Calmon (FPC), a Diretoria de Museus (Dimus) e o Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (Ipac).
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.