Fazcultura

21/08/2017 11:30

Apoio do Fazcultura impulsiona carreiras de artistas baianos



A cantora Larissa Luz e a banda Ifá são alguns nomes da música baiana que receberam apoio do Programa Estadual de Incentivo ao Patrocínio Cultural (Fazcultura) para impulsionar as suas carreiras. No álbum 'Território Conquistado', lançado em 2016, Larissa Luz reforça o discurso do feminismo negro e do lugar de poder da mulher.

Contemplado pelo Fazcultura, por meio do edital Natura Musical, o trabalho recebeu indicação ao Grammy Latino, na categoria 'Melhor álbum pop contemporâneo em português'. De acordo com Larissa, o álbum é resultado de "um processo de empoderamento muito forte na minha vida. Tive que tomar as rédeas da minha história e, quando olhei em volta, tinha uma série de mulheres no mesmo processo. A gente começou a trocar e partilhar. E eu fui externalizando isso nas minhas canções".

Já a banda instrumental Ifá integra um movimento independente que vem ressignificando o cenário musical baiano. Também 2016, a banda lançou o álbum 'Ijexá Funk Afrobeat', com apoio do Fazcultura. São oito composições do grupo, além da faixa 'Quintessência', concebida e presenteada pelo maestro Letieres Leite, fundador da Orquestra Rumpilezz.

"Através do Fazcultura, essa parceria do Governo do Estado com uma empresa como a Natura, diversos artistas têm iniciado os seus trabalhos e circulado por outras praças. Isso possibilita essa renovação da nossa música contemporânea baiana", destaca o superintendente de Promoção Cultural da Secretaria de Cultura do Estado (Secult), Alexandre Simões.

O assunto pode ser conferido em vídeo da série 'Nossa Cultura', produzido pela Secretaria de Comunicação Social (Secom), em parceria com a Secult.

FAZCULTURA – Parceria entre a SecultBA e a Secretaria da Fazenda (Sefaz), o mecanismo integra o Sistema Estadual de Fomento à Cultura, composto também pelo Fundo de Cultura da Bahia (FCBA). O objetivo é promover ações de patrocínio cultural por meio de renúncia fiscal, contribuindo para estimular o desenvolvimento cultural da Bahia, ao tempo em que possibilita às empresas patrocinadoras associar sua imagem diretamente às ações culturais que considerem mais adequadas, levando em consideração que esse tipo de patrocínio conta atualmente com um expressivo apoio da opinião pública.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.