Fundo de Cultura

26/08/2017 00:00

SecultBA divulga projetos inscritos na quarta seleção do Edital de Mobilidade

d

Dos 103 projetos apresentados para a quarta seleção pública de 2017 do Edital de Mobilidade Artística e Cultural, 56 foram considerados inscritos e passarão agora pelo crivo da Comissão do FCBA que fará a avaliação, a partir dos critérios definidos no edital. A linha de fomento do Fundo de Cultura da Bahia é voltada para ações que impulsionem a circulação de artistas, técnicos, produtores e obras no país e exterior.

Neste edital, os artistas e agentes da cultura podem propor atividades de intercâmbio e difusão cultural – com valor limite de R$ 50 mil - e residência e formação artístico-cultural – R$ 25 mil. A seleção envolve recursos de R$ 250 mil do Fundo de Cultura da Bahia. A quarta chamada vai permitir o apoio a projetos culturais com atividades previstas de fevereiro a abril de 2018.

Dos 56 projetos inscritos, a maioria vem da área de Música (13), seguida de Teatro e Artes visuais (8, cada). Constam ainda Artes Transversais, Audiovisual, Circo, Dança, Design, Literatura, Livro, Manifestação Cultural, Patrimônio Imaterial, Rádio e Segmentos Integrados. Das propostas, 10 são para a linha de Residência Artística e Cultural; 37 para Intercâmbio e Difusão; e 9 para Residência Artística e Cultural.

O edital de Mobilidade Artística e Cultural tem como objetivo impulsionar o desenvolvimento das artes e da cultura na Bahia. “A proposta é criar oportunidades para que os bens culturais baianos sejam exportados, promovendo o diálogo intercultural e investindo na formação profissional dos agentes culturais, além de contribuir para o aprofundamento da cooperação artística/cultural nacional e internacional, fortalecendo, em contrapartida, a cena baiana”, afirma o superintendente de Promoção Cultural da SecultBA, Alexandre Simões.

Turnê Calafrio – O Edital de Mobilidade em chamadas anteriores já contemplou projetos como a turnê Calafrio em Difusão, da banda de rock Calafrio, que faz sua primeira incursão fora do Estado. Circulando na cena do rock de Feira de Santana e bastante conhecida pelo público na Bahia, a banda, formada em 2006, terá a oportunidade de realizar sua primeira turnê nacional graças ao apoio do Edital de Mobilidade. As primeiras apresentações estão marcadas para os dias 6 – Ouro Preto, no Espaço Rock Generation – e 7 de setembro – Belo Horizonte, no Espaço A Obra.

A produtora Aloma Galeano conta que o apoio foi imprescindível para a realização da turnê, sendo que a banda aproveitará a viagem para participar de uma Roda de Negócios sobre música, em BH. “É uma banda com público fiel em todo o Estado e também fora dele, mas que não teve ainda a oportunidade de mostrar seu trabalho em outras praças. Acredito que a partir dessa viagem chegarão novos convites, além da troca de experiências”. O vocalista e guitarrista da banda, Sidarta, conta que a Calafrio trabalha os estilos Modern Rock e Indy e que o objetivo é mostrar aos públicos mineiro e paulista o melhor do rock baiano. A banda já conta mais de 1 mil visualizações do clip “A mão pesada do destino”, disponível no Youtube, e prepara o terceiro EP para lançamento pós-turnê.

A SecultBA proporciona uma Central de Atendimento Integrado para orientar interessados e proponentes. A Central funciona de segunda a sexta-feira, das 14h às 17h, através do telefone (71) 3103 3489, e-mail mobilidade@cultura.ba.gov.br ou presencialmente, no endereço Palácio Rio Branco, Praça Thomé de Souza, s/n, térreo – Centro, CEP: 40.020-¬010 – Salvador/Bahia.

Fundo de Cultura do Estado da Bahia (FCBA) – Criado em 2005 para incentivar e estimular as produções artístico-culturais baianas, o Fundo de Cultura é gerido pelas Secretarias da Cultura e da Fazenda. O mecanismo custeia, total ou parcialmente, projetos estritamente culturais de iniciativa de pessoas físicas ou jurídicas de direito público ou privado. Os projetos financiados pelo Fundo de Cultura são, preferencialmente, aqueles que apesar da importância do seu significado, sejam de baixo apelo mercadológico, o que dificulta a obtenção de patrocínio junto à iniciativa privada. O FCBA está estruturado em 4 (quatro) linhas de apoio, modelo de referência para outros estados da federação: Ações Continuadas de Instituições Culturais sem fins lucrativos; Eventos Culturais Calendarizados; Mobilidade Artística e Cultural e Editais Setoriais. Para mais informações, acesse: www.cultura.ba.gov.br

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.