Fundo de Cultura

30/08/2017 12:20

Oficina sobre processo de revelação fotográfica na Escola de Belas Artes

Processo de revelação fotográfica oriunda do século XIX, o papel salgado será trabalhado em uma Oficina a ser realizada na Escola de Belas Artes da UFBA entre os dias 12 e 15 de setembro desse ano. O evento possui uma carga horária de 20 horas e integra o projeto “Processos Químicos em Fotografia”, contemplado pelo Edital Setorial de Artes Visuais 2016. O projeto tem apoio financeiro do Governo do Estado, através do Fundo de Cultura, Secretaria da Fazenda, Fundação Cultural e Secretaria de Cultura da Bahia. Link para inscrição: https://goo.gl/forms/0g8JFIvlW1JMT66U2

Haverá seleção dos participantes mediante apresentação de carta de interesse na formação. As vagas são limitadas e todo o material da Oficina está incluso. Dentre o conteúdo abordado, a Oficina e visa apresentar aspectos históricos e técnicos da técnica histórica de revelação que se baseia nas propriedades sensíveis de sais de prata para obtenção das cópias. O projeto “Processos Químicos em Fotografia” é uma proposta de criação de trabalho artístico da artista visual Renata Voss que pretende investigar processos químicos artesanais de fotografia – tais como a cianotipia, o papel salgado, a goma bicromatada, a albumina, dentre outros – tendo a cidade e sua imagem como tema através das obras que serão reunidas resultando em uma publicação e exposição.

Renata Voss é fotógrafa, professora de fotografia da Escola de Belas Artes da UFBA, mestre e doutoranda em Artes Visuais pela Universidade Federal da Bahia (UFBA). Desenvolve trabalhos autorais desde 2004 e vem desenvolvendo um trabalho que estabelece relações entre fotografia, movimento e memória. Em 2017 participou, entre os meses de março a maio, da Residência Artística da FAAP em São Paulo (SP). Em 2015 participou da residência artística promovida pelo LabClube, do Coletivo Filé de Peixe, no Rio de Janeiro que reuniu um artista de cada região do país para desenvolver um trabalho com processos artesanais em fotografia. Em 2016 realizou a mostra individual “Perder de Vista”, na Galeria ACBEU, em Salvador.

Fundo de Cultura do Estado da Bahia (FCBA) –
Criado em 2005 para incentivar e estimular as produções artístico-culturais baianas, o Fundo de Cultura é gerido pelas Secretarias da Cultura e da Fazenda. O mecanismo custeia, total ou parcialmente, projetos estritamente culturais de iniciativa de pessoas físicas ou jurídicas de direito público ou privado. Os projetos financiados pelo Fundo de Cultura são, preferencialmente, aqueles que apesar da importância do seu significado, sejam de baixo apelo mercadológico, o que dificulta a obtenção de patrocínio junto à iniciativa privada. O FCBA está estruturado em 4 (quatro) linhas de apoio, modelo de referência para outros estados da federação: Ações Continuadas de Instituições Culturais sem fins lucrativos; Eventos Culturais Calendarizados; Mobilidade Artística e Cultural e Editais Setoriais.

Serviço:
Oficina sobre processo de revelação fotográfica na Escola de Belas Artes

Local: Escola de Belas Artes
Oficinas: Terça (12) | 14h até 18h
Quarta (13) | 9h até 13h
Quinta (14)| 9h até 13h e 14:30h até 18:30h
Sexta (15) | 9h até 13h
Link para inscrição: https://goo.gl/forms/0g8JFIvlW1JMT66U2
Entrada gratuita
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.