Perfis

12/09/2017 14:20

Cultura em Movimento - Perfil: Adriana Prates

d

Quem:
Adriana Prates
Idade: 47 anos
Formação: Socióloga, DJ e produtora cultural

Pioneira não somente por ter sido uma das primeiras mulheres DJs de Salvador, mas também por ter participado da construção da cena de música eletrônica na capital baiana, onde nasceu, Adriana Prates sempre gostou das artes e foi apaixonada por música e festa desde criança. O início da trajetória como produtora cultural se deu com a entrada no Pragatecno, quando começou a produzir festas e eventos de música eletrônica com o grupo. Em 2012 deu inicio a um projeto na área das artes cênicas, chamado “Cena Queer” junto a Eberth Vincius e Junior Oliveira. Em 2013 nasceu o Cabaret Drag King, reunindo teatro, dança, vídeo, instalação, música, transformismo, montação, dublagem, close, circo e performances, com o objetivo de explorar a dimensão performática do gênero, por meio de diferentes linguagens, a partir da perspectiva de diferentes artistas. Através destas ações, a DJ se tornou uma das principais agitadoras do cenário cultural LGBT em Salvador. Com o desafio de tornar suas produções sustentáveis e se manter com recursos de sua arte, as realizações de Adriana, seja como DJ ou como produtora, sempre buscam propagar valores em que acredita ou que impulsionam causas e pontos de vista com os quais se identifica.  “Até porque o fato de eu ser mulher e estar ocupando um lugar predominantemente ocupado por homens – isso, entre outras coisas, acrescenta um viés político muito importante ao meu trabalho”, declara. Sem residência fixa em clubs, Adriana costuma tocar nas festas que organiza ou para as produções e clubs que a convidam - desde que a festa ou evento tenha perfil compatível com o que gosta e tenha interesse de tocar. A socióloga, DJ e produtora cultural realiza trabalhos artísticos com base nos conhecimentos adquiridos nas práticas, nos cursos e nas diversas leituras teóricas, incentivando a compreensão e o contato com o outro, reunindo a diversidade e respeito.
 
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.