Cultura

14/09/2017 10:50

Comunidade participa ativamente da 11ª Primavera dos Museus no Parque Histórico Castro Alves

Uma série de atividades serão realizadas no Parque Histórico Castro Alves (Cabaceiras do Paraguaçu, Recôncavo baiano) durante a 11ª Primavera de Museus da Diretoria de Museus do Instituto do Patrimônio artístico e Cultural da Bahia (DIMUS/IPAC) que acontece de 18 a 24 de setembro com o tema “Museus e suas memórias”. Além do PHCA, a DIMUS participa com o Centro Cultural Solar Ferrão, Museu Tempostal, Museu Udo Knoff de Azulejaria e Cerâmica e LabDIMUS - Laboratório de Educação Digital: Museu, Arte e Cultura - (todos no Pelourinho).
 
Em 18/09, às 15h, o PHCA abre sua programação com uma oficina de porta-retratos. De acordo com a coordenadora do parque, Diogenisa Oliva, a oficina visa resgatar as memórias dos mais velhos sobre o PHCA e expor os porta-retratos com fotos antigas do local durante as apresentações do Sarau no Parque. Este sarau, intitulado ‘Sarau no Parque: Música, Poesia e Arte’ será realizado com Priscila Sales e conta com a participação do público que se manifesta artisticamente por meio de musicais, dramatizações, danças, declamações poéticas e expressão de ideias. O sara será realizado em 19/09, às 19h.

A participação de jovens da comunidade pode ser acompanhada dias 19 e 20/09, às 9h e 15h, com o ‘Boinho de Painho’ - uma representação do Boi Bumba apresentada por jovens da comunidade visando resgatar a cultura através da dança e do samba de roda.

Dia 21/09, o público poderá assistir ao Teatro de Fantoches, apresentando da peça ‘A Turma do IPAC visita o Parque’, às 15h. Outra peça teatral será encenada em 23/09, às 20h. O Grupo Teatral Frutos Utopia traz o espetáculo ‘A Hora da Estrela’, baseado na obra de Clarice Lispector.

Em 19 e 22/09, é a vez do projeto ‘Sopa de Letras - Contação de histórias’ que tem o objetivo de estimular a prática da leitura. O projeto acontece às 10h e às 13h. De 19 a 24/09, o público também será convidado a participar da visita monitorada, que acontecem das 9h às 13h, quando será apresentada a história do poeta Castro Alves, através das visitas aos jardins, as nascentes d’água e as trilhas ecológicas, conscientizando ainda sobre a importância da preservação ecológica.

A programação do parque na semana se encerra com uma feira de artesanato com produtos confeccionados pela comunidade local, dia 24/09, das 9h às 13h.

O evento - De 18 a 24 de setembro de 2017, acontece a 11ª Primavera dos Museus com o tema “Museus e suas memórias”. O evento é internacional. No Brasil, é coordenado pelo Instituto Brasileiro de Museus – IBRAM, e na Bahia é promovido e divulgado pelo Governo do Estado todos os anos, através da Secretaria de Cultura do Estado – SECULT e IPAC. Nessa edição, mais de 900 museus de todo o país oferecem ao público 2.500 atividades especiais, como visitas mediadas, palestras, oficinas, exibição de filmes, dentre dezenas de outras atividades.

“O tema proposto pelo IBRAM para a 11ª Primavera dos Museus é bem interessante, pois nos chama a refletir sobre a história das nossas instituições, em como ela se constrói através dos tempos, como elas se fazem presentes na vida das pessoas e dos lugares onde estão inseridas. São as memórias que se constroem para além dos afazeres técnicos e administrativos a partir da conexão entre o Museu e a Sociedade que, não só fortalece a memória institucional, mas, também, a da coletividade”, declara Fátima Soledade, assessora técnica da Dimus. Acompanhe a programação dos museus do Estado no blog: https://dimusbahia.wordpress.com/.
 
O Museu -
Por conta do primeiro centenário da morte de Castro Alves, em março de 1971 foi inaugurado, no lugar onde ele nasceu, o museu biográfico Parque Histórico Castro Alves (PHCA), numa área de 52 mil metros quadrados. O acervo convida os visitantes a mergulharem no universo do porta-voz literário da Abolição da Escravatura no Brasil, através de seus poemas, informações e objetos pessoais dele e familiares. Além do museu, o parque contém um anexo com sala multimídia, auditório, biblioteca, infocentro, reserva técnica, refeitório e administrativo. Na área de Mata Nativa, os visitantes podem fazer uma trilha e visitarem o Pouso de Adelaide, o Anfiteatro, a Cruz da Estrada, a Fonte e o Marco da Fazenda.

O público pode ainda usufruir dos projetos socioeducativos: Conhecendo as Nascentes; Sarau no Parque: Música, Poesia e Arte nos Finais de Tarde; Brincando no Parque como no Tempo de Nossos Avôs; Oficina de Teatro; Baú de Memórias e Sopa de Letras. Anualmente, o parque também promove o Festival de Declamação de Poemas de Antônio Frederico de Castro Alves. O Parque Histórico Castro Alves (PHCA), integra os espaços administrados pelo Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (IPAC), da Secretaria de Cultura do Estado (SecultBA).

Visitação: Terça a domingo, de 9 às 13h
Endereço:
Praça Castro Alves, 106, Centro - Cabaceiras do Paraguaçu (BA)
Entrada gratuita
Informações:
(75) 3681-1102
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.