Fundo de Cultura

04/12/2017 13:20

Peça teatral percorre ilhas da Baía de Todos os Santos levando canções e memórias


As histórias e canções guardadas nas memórias de mulheres que fizeram a história recente dos dramas e comédias de Madre de Deus, São Francisco do Conde e região. Esse é o ponto de partida da peça Donas – Comédias Que Elas Cantam, com direção de Claudio Machado, direção musical de Jarbas Bittencourt e produção de Ramona Gayão, que será apresentada em Madre de Deus, São Francisco do Conde, Salvador e Camaçari, gratuitamente em praças e áreas públicas, de 07 a 20 de dezembro. A iniciativa integra o projeto Dramas e Comédias – Oficina, Pesquisa e Encenação, viabilizado por meio do Edital Setorial de Teatro 2016, do Fundo de Cultura do Estado da Bahia, da Secretaria de Cultura e Secretaria da Fazenda do Estado da Bahia.

Realizado entre os meses de agosto a dezembro de 2017, o projeto “Dramas e Comédias – Oficina, Pesquisa e Encenação” consistiu na realização de uma criação teatral calcada numa pesquisa sobre “As Comédias” apresentadas desde o início de século XX em Madre de Deus e região circunvizinha, bem como na busca por vestígios dessa manifestação em outras cidades da região Nordeste e do Brasil. Para isso, os diretores artísticos e os participantes do projeto, visitaram mulheres e grupos que tiveram atuação ativa nesses espetáculos, realizados nas mais variadas condições pelas ilhas da Baía de Todos os Santos. “Hoje, idosas, essas senhoras mantêm a memória desse modo de fazer teatro, além das suas próprias histórias e as histórias desses lugares” explica o diretor Claudio Machado.

Essas “Comédias”, são assim chamadas, não por se tratar necessariamente de peças cômicas, mas antes, pelo seu carácter teatral e para designar todo tipo de história, seja trágica, dramática, romântica ou cômica. Esses textos dramáticos são ditos de modo musicado, por meio de canções que narram as histórias e cujas melodias ainda são lembradas pelas senhoras da região. O espetáculo que será apresentado sempre no fim de tarde, às 17h30, pegando a transição da luz do dia para a noite, mantém o formato musical das antigas comédias e as melodias originais.

Teatro Documentário – A peça Dona vai mostrar para o público as histórias e encontros que os criadores tiveram ao longo do processo de pesquisa, que teve início em agosto e foi marcado por encontros com mulheres de Madre de Deus, Ilha das Fontes, Ilha Maria Guarda, Ilha do Paty e Ilha de Bom Jesus dos Passos. Com leveza e bom humor, a montagem vai compartilhar a experiência de quem fez e até hoje mantém viva, ainda que em si mesma, a tradição das Comédias, valorizando essa identidade local, que causarão identificação com o público. É um modo de transmitir para os mais jovens, a riqueza do conhecimento das mulheres mais velhas, garantindo que as novas gerações possam conhecer as expressões artísticas da região e quem sabe, criar novas ideias e de interação.

Em cena, estarão as comédias colhidas nos lugares visitados e trechos das entrevistas, através dos corpos, vozes e olhares dos mais de vinte atores que compõem o elenco da peça. Toda criação de figurino, cenário e iluminação foi realizada coletivamente, levando osatores a pensarem, além da interpretação, também em outros aspectos da criação teatral.

Todo material de pesquisa utilizado no processo: entrevistas com as senhoras, anotações pessoais do acervo delas, além das referências dadas compõem a compilação intitulada “Caderno de Comédias: Histórias Cantadas por Elas”, registrando a memória que estava preservada apenas na oralidade dessas criadoras. O material será entregue em espaços de referência das cidades e Ilhas visitadas, para que possam servir para pessoas interessadas.

Sobre o projeto – O projeto Dramas e Comédias contou com três etapas distintas. Na primeira etapa “Oficina” foram selecionados os mais de vinte “Atores-pesquisadores”. Uma turma bastante heterogênea, com uma faixa etária diversa, dos 11 aos 45 anos, que formaram grupos de trabalho para atuação nas diversas áreas de criação do espetáculo e de execução do projeto (produção, direção, atuação, dramaturgia, música, cenografia, figurino, adereços, pesquisa, transcrição, dentre outras). Na segunda etapa “Pesquisa” aprofundamos a pesquisa e a criação dramatúrgica do espetáculo; por fim, na terceira etapa “Encenação”, com duração de dois meses, onde acontece a montagem da encenação e a realização do Circuito Arquipélago com apresentações da peça nas ruas das cidades de Madre de Deus, Salvador, Vila de Abrantes-Camaçari, Ilha de Maria Guarda, Ilha do Paty, Ilha de Bom Jesus dos Passos e na Ilha das Fontes.

Fundo de Cultura do Estado da Bahia (FCBA) – Criado em 2005 para incentivar e estimular as produções artístico-culturais baianas, o Fundo de Cultura é gerido pelas Secretarias da Cultura e da Fazenda. O mecanismo custeia, total ou parcialmente, projetos estritamente culturais de iniciativa de pessoas físicas ou jurídicas de direito público ou privado. Os projetos financiados pelo Fundo de Cultura são, preferencialmente, aqueles que apesar da importância do seu significado, sejam de baixo apelo mercadológico, o que dificulta a obtenção de patrocínio junto à iniciativa privada. O FCBA está estruturado em 4 (quatro) linhas de apoio, modelo de referência para outros estados da federação: Ações Continuadas de Instituições Culturais sem fins lucrativos; Eventos Culturais Calendarizados; Mobilidade Artística e Cultural e Editais Setoriais.

Programação:

Donas - Comédias Que Elas Cantam

Quinta (07) |17h30 -  Ilha das Fontes
Sexta (08) | 17h30 - Ilha do Paty
Sábado (09) | 17h30 - Ilha de Bom Jesus dos Passos
Domingo (10) | 17h30 -  Ilha de Maria Guarda
Quinta (14)| 17h30 -  Nova Madre de Deus
Sexta (15) | 17h30 -  Em frente à Câmara Municipal de Madre de Deus
Sábado (16)|17h30 - Em Frente à Igreja Matriz de Madre de Deus
Domingo (17) | 17h30 - Em frente ao PSF 1, no Suape, em Madre de Deus
Segunda (19) | 17h30 - Candeal, em Salvador
Terça (20) | 17h30 - Em Catu de Abrantes, em Camaçari
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.