Fazcultura

11/06/2018 16:30

Prêmio Braskem de Teatro completa 25 anos em cerimônia no TCA

g
Braskem / Foto: Bapress


Os destaques da cena teatral baiana serão conhecidos durante a cerimônia de entrega do Prêmio Braskem de Teatro, nesta quarta-feira (dia 13), às 20h, na sala principal do Teatro Castro Alves, em Salvador. Com direção artística de Luiz Marfuz, a mais tradicional premiação das artes cênicas baianas, que em 2018 comemora 25 anos, terá como tema A arte é livre. “No ano passado, uma onda conservadora caiu em cima da produção dos artistas do país, em quase todas as áreas”, explica Marfuz. “Isso pode parecer óbvio, mas muitas vezes precisamos reafirmar o óbvio, para que não desapareça”, garante o diretor, que promete um espetáculo com música, dança, teatro e audiovisual.

O espetáculo, usará a rica história de 2.500 anos do teatro, para provocar a reflexão sobre a natureza livre da criação artística, considerando as manifestações e o cerceamento artístico vividos nos últimos tempos. Seis atores baianos conduzirão a cerimônia. Para a missão, foram convocados Harildo Déda, Valdineia Soriano, Cyria Coentro e Hilton Cobra, como mestres de cerimônia. Além do quarteto, integram o elenco do evento, Leandro Villa, como ator convidado e a atriz e cantora Laila Garin, que fará uma participação especial junto com 12 dançarinos, que formarão o coro performático do espetáculo.

Os atores baianos Antonio Pitanga, Ivana Chastinet e Frieda Gutmann e o maquiador e cabeleireiro Deo Carvalho serão os homenageados da noite. Pitanga será reconhecido pelos quase 60 anos dedicados à cultura. “Pitanga é um ícone da cena brasileira. Um baiano que nasceu no teatro, viveu as agruras do que era ser ator naquela época na Bahia e se tornou um símbolo de talento e resistência”, destaca Luiz Marfuz, diretor artístico da cerimônia.

Outro homenageado da noite será Deo Carvalho, cabeleireiro e maquiador há mais de 30 anos. Nascido em Cruz das Almas (BA), Deo é ator formado pelo Curso Abrindo Portas, de Walter Rozadilla, além de dançarino e coreógrafo. Carvalho foi o responsável pelo cabelo e maquiagem de vários espetáculos, como: Vixe Maria! Deus e o Diabo na Bahia, Escândalo e Todo Mundo tem Problemas Sexuais. “Deo Carvalho é para nós um anjo do teatro baiano. Ele sempre apoia as produções teatrais com seu ateliê de beleza e vibra junto aos artistas com o resultado”, ressalta Marfuz.

A cerimônia do Prêmio Braskem de Teatro prestará, ainda, homenagens póstumas para a atriz e diretora teatral Ivana Chastinet, falecida em agosto de 2017, aos 54 anos de idade; e para a atriz Frieda Gutmann, que morreu em janeiro de 2018, aos 67 anos. “Frieda e Ivana foram duas atrizes guerreiras, cada uma no seu palco, mas ambas juntas na defesa da dignidade da profissão”, afirma o diretor artístico da cerimônia.

O Prêmio Braskem de Teatro é uma realização da Caderno 2 Produções e patrocinado pela Braskem e Governo do Estado, através do Fazcultura, Secretaria de Cultura e Secretaria da Fazenda. De 1º de abril a 17 de dezembro de 2017, foram avaliadas 61 peças teatrais baianas profissionais e inéditas, que estiveram em cartaz em Salvador neste período. Essas montagens concorrem as oito categorias do Prêmio: Espetáculo Adulto, Espetáculo Infantojuvenil, Direção, Ator, Atriz, Texto, Revelação e Categoria Especial.

Comissão Julgadora – Os vencedores das categorias Espetáculo Adulto e Espetáculo Infantojuvenil receberão, além do troféu, um prêmio no valor bruto de R$ 30 mil cada, enquanto os demais vencedores serão contemplados com um prêmio no valor bruto de R$ 5 mil cada. Integraram a Comissão Julgadora deste ano: Bertrand Duarte, ator, apresentador e titular da Diretoria de Audiovisual do Governo do Estado da Bahia (DIMAS); Cristiane Mendonça, atriz; Edvar Passos, arquiteto, diretor teatral e dramaturgo; Mauricio Pedrosa, ator, diretor, cenógrafo e bonequeiro; e Warney Jr., dançarino, ator, coreógrafo e professor de dança de salão.

Ficha Técnica - Aliando técnicas tradicionais de cenografia com a alta tecnologia de três painéis com quase 40 m2 de led, a concepção cenográfica da cerimônia cria um universo interativo com os que irão subir ao palco nessa memorável noite. “O projeto de cenografia propõe um confronto entre os cânones da arte que são bem aceitos no senso comum e a arte livre que tem sido censurada e não considerada como arte”, ressalta Erick Saboya, que assina a cenografia da cerimônia.

Nos bastidores, a produção do evento irá envolver um verdadeiro exercício de profissionais. Na equipe técnica figuram nomes como: Fernanda Paquelet (Coordenadora Técnica de Palco), Fernanda Júlia e Lucas Modesto (Diretores Assistentes), Guilherme Hunder e Ridson Reis (Assistentes de Direção), Marilza Oliveira (Coreografia), Miguel Carvalho (Figurino) e Agamenon Abreu (Adereços e Maquiagem). A direção de Produção Artística está à cargo de Selma Santos, com Ana Paula Prado (Assist. Prod. Artística 1) e Natália Auto (Assist. Prod. Artística 2). Luciano Salvador Bahia assina a direção musical do espetáculo, que tem ainda a cenografia de Erick Saboya, e os cenários virtuais do VJ Paulo Dexter. A iluminação é de Irma Vidal.


CONFIRA OS INDICADOS AO 25º PRÊMIO BRASKEM DE TEATRO:

ESPETÁCULO ADULTO
  •  De Um Tudo
  •  Mesmo Sem Te Tocar
  •  Traga-me a Cabeça de Lima Barreto
  •  Um Vânia, de Tchekhov
  •  Uma Mulher Impossível

ESPETÁCULO INFANTOJUVENIL
  •  Bonito
  •  Com o Rei na Barriga
  •  Passaredo Passarinholas
  •  Sobre o Menino Que Queria Voar
  •  Virgulino Menino, Futuro Lampião

DIREÇÃO
  • Alda Valéria, pelo espetáculo Espanca: Um Drama em Flor
  • Djalma Thürler, pelo espetáculo Uma Mulher Impossível
  • Fernando Guerreiro, pelo espetáculo De Um Tudo
  • Gil Vicente Tavares, pelos espetáculos Os Pássaros de Copacabana e Um Vânia, de Tchekhov
  • Queila Queiroz pelo espetáculo E Contar Tristes Histórias das Mortes das Bonecas

ATOR
  •  Fernando Santana pelo espetáculo Mesmo Sem Te Tocar
  •  Hilton Cobra pelo espetáculo Traga-me a Cabeça de Lima Barreto
  •  Leonardo Teles pelo espetáculo E Contar Tristes Histórias das Mortes das Bonecas
  • Marcelo Flores pelo espetáculo Um Vânia
  • Marcelo Praddo pelos espetáculos: Os Pássaros de Copacabana e Um Vânia, de Tchekhov

ATRIZ
  •  Isadora Werneck pelos espetáculos Um Vânia, de Tchekhov e Eudemonia
  •  Júlia Anastácia pelo espetáculo Sublime é a Noite
  •  Mariana Moreno pelo espetáculo Uma Mulher Impossível
  •  Paula Lice pelo espetáculo A Persistência das Últimas Coisas
  •  Uerla Cardoso pelo espetáculo Espanca: Um Drama em Flor

TEXTO
  •  Alan Miranda e Daniel Arcades por De um tudo
  •  Djalma Thürler por Uma Mulher Impossível
  •  Fernando Santana por Mesmo Sem Te Tocar
  •  Gil Vicente Tavares por Os Pássaros de Copacabana
  •  Luiz Marfuz por Traga-me a Cabeça de Lima Barreto

REVELAÇÃO
  •  Agamenon de Abreu pela Direção do espetáculo Mesmo Sem Te Tocar
  •  Ana Mametto como Atriz pelo espetáculo De Um tudo
  •  Bira Freitas pela Cenografia do espetáculo Espanca: Um Drama em Flor
  •  Leonardo Teles por Cabelos e Maquiagem do espetáculo Com o Rei na Barriga
  •  Letícia Bianchi pela Direção do espetáculo Eudemonia

CATEGORIA ESPECIAL
  •  Agamenon de Abreu pelo Figurino dos espetáculos Encruzilhada, Sublime é a Noite e Eca! Quanta Sujeira!
  •  Barbara Barbará pela Direção de Movimento do espetáculo Os Pássaros de Copacabana
  •  Elinas Nascimento pela Direção Musical do espetáculo Woyzeck – Zé Ninguém
  •  Gerônimo Santana pela Composição Musical do espetáculo De Um Tudo
  •  Luiz Guimarães pela Iluminação do espetáculo Sobretudo Amor

Sobre o PBT – O Prêmio Braskem de Teatro, que é uma realização da Caderno 2 Produções e patrocinada pela Braskem e Governo do Estado, através do Fazcultura, Secretaria da Fazenda e Secretaria de Cultura do Estado da Bahia, é um evento tradicional já consolidado no cenário cultural da Bahia e tem o objetivo de valorizar, reconhecer e premiar a produção teatral do estado, abrindo espaço para o surgimento de novos talentos. A premiação, que em 2018 chega a sua 25ª edição, exemplifica a estratégia de atuação social da Braskem na valorização e promoção da cultura e das artes, com foco no desenvolvimento humano.

Sobre a Braskem – Com uma visão de futuro global, orientada para o ser humano, os 8 mil Integrantes da Braskem se empenham todos os dias para melhorar a vida das pessoas, criando as soluções sustentáveis da química e do plástico. É a maior produtora de resinas das Américas, com produção anual de 20 milhões de toneladas, incluindo produtos químicos e petroquímicos básicos, e faturamento de R$ 55 bilhões em 2016. Exporta para Clientes em aproximadamente 100 países e opera 41 unidades industriais, localizadas no Brasil, EUA, Alemanha e México, esta última em parceria com a mexicana Idesa.

Sobre o Fazcultura – Parceria entre a Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA) e a Secretaria da Fazenda (Sefaz), o mecanismo integra o Sistema Estadual de Fomento à Cultura, composto também pelo Fundo de Cultura da Bahia – FCBA, CrediFácil Bahia (em parceria com a Desenbahia) além das linhas especiais de apoio, como os Pontos de Cultura e o Carnaval Ouro Negro. O objetivo é promover ações de patrocínio cultural por meio de renúncia fiscal, contribuindo para estimular o desenvolvimento cultural da Bahia, ao tempo em que possibilita às empresas patrocinadoras associar sua imagem diretamente às ações culturais que considerem mais adequadas, levando em consideração que esse tipo de patrocínio conta atualmente com um expressivo apoio da opinião pública.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.