Fazcultura

13/06/2018 11:50

Natura Musical abre inscrições para projetos de música brasileira na Bahia


gfreferf
Tributo ao cantor e compositor Ederaldo Gentil (Foto: Leto Carvalho)

As inscrições já estão abertas para o programa Natura Musical, que seleciona novos projetos para patrocínio em 2019, com edital que apoia a renovação da cena contemporânea da música brasileira com projetos que refletem e contestam o momento de profunda transformação no qual vivemos. As inscrições podem ser feitas até o dia 29 de junho pelo site natura.sponsor.com.

Serão contemplados no edital Natura Musical projetos musicais de todo o território brasileiro por meio da lei Rouanet e, regionalmente, na Bahia, em Minas Gerais, no Pará, em São Paulo e no Rio Grande do Sul, via leis estaduais de incentivo à cultura. Na Bahia, desde 2012 o Natura Musical se articula junto à Secretaria de Cultura do Estado para a realização do edital através do Fazcultura.

Artistas, bandas e coletivos de todo o Brasil, que estejam em desenvolvimento de suas carreiras, conectados com uma cultura de paz, liberdade de pensamento e diversidade, podem se inscrever. “Buscamos selecionar propostas com potencial criativo para inovar e despertar o interesse das pessoas com um discurso conectado a temas contemporâneos. É importante que o projeto já tenha iniciado sua trajetória profissional de forma consistente e mantenha uma conexão direta com o mercado”, exemplifica Fernanda Paiva, gerente de Marketing Institucional da Natura. A curadoria da plataforma é composta por especialistas como artistas, produtores, assessores de imprensa, jornalistas e empresários do mercado brasileiro. O anúncio dos selecionados será feito até dezembro.

A marca está oferecendo R$ 4,5 milhões – com a combinação de recursos próprios da marca e recursos das leis Rouanet (Nacional) e leis estaduais - para o lançamento de novos trabalhos em qualquer formato, como, por exemplo, álbum, EP, vinil, shows, clipes e livro, que prevejam a disseminação desses conteúdos musicais em diferentes formatos e plataformas. Em 2018, a novidade do programa é abrir espaço para uma categoria inédita que abrange coletivos culturais. Sendo assim, selos, grupos, blocos, produtoras, casas de show de pequeno porte e centros culturais, entre outros, podem ser eleitos pela curadoria para a produção, promoção e realização de mostras, residências e intercâmbios, conteúdos, entre outras ações.

Desde 2012, foram realizados seis editais regionais na Bahia com apoio do Fazcultura. Ao total, foram 30 projetos selecionados e R$ 5,9 milhões investidos no estado. Entre os patrocinados recentemente, destacam-se os últimos álbuns de OQuadro, Giovani Cidreira, IFÁ, Livia Mattos, Talita Avelino e Russo Passapusso. Para este ano, estão turnês de Larissa Luz Luedji Luna, além do lançamento do novo disco de Josyara. O Natura Musical também apoiou o resgate das obras de Ederaldo Gentil e Mateus Aleluia, com celebrações de suas trajetórias realizadas em shows que reuniram artistas consagrados e nomes na nova geração.

Além do financiamento – Natura Musical tem buscado aumentar o impacto no ecossistema da música amplificando o papel da expressão artística como vetor de discussões de cultura e comportamento. No ambiente digital, as redes de Natura Musical e o site do programa oferecem conteúdo exclusivo como uma ferramenta de compartilhamento de ideias, no qual os artistas podem apresentar seu ponto de vista sobre temas como feminismo, diversidade, criatividade, relações afetivas, entre outros.

A plataforma ainda se propõe a auxiliar o desenvolvimento, em longo prazo, da carreira dos artistas patrocinados, por meio da Aceleradora Natura Musical. Ela é formada por uma rede de profissionais do mercado da música, que atua para criar novas conexões e, dessa forma, aumentar o alcance e o impacto dos projetos.

Segundo Fernanda Paiva, gerente de Marketing Institucional da Natura, a aceleradora é um elo entre artistas, festivais, estúdios, selos, casas de shows, distribuidoras, plataformas digitais e agências de comunicação, por exemplo.

“Temos percebido que a circulação dos shows, distribuição dos conteúdos e a comunicação são desafios comuns entre os projetos patrocinados. Com o nascimento da Aceleradora, podemos acompanhar o dinamismo desse mercado por meio da criação em rede. E essa rede de profissionais tem condições de inovar em novos modelos de negócios para o mercado musical”, conclui.

Sobre Natura Musical –
Com 13 anos, o Natura Musical tem hoje um papel singular na valorização da produção contemporânea e da identidade musical brasileira: já apoiou mais de 367 projetos de 18 estados brasileiros. A marca lança em média 30 discos por ano, com destaques em listas de melhores do ano e premiações nacionais e internacionais, além de patrocinar shows, livros, filmes e acervos digitais. O programa vem participando ativamente do lançamento e da consolidação de alguns dos mais representativos compositores e intérpretes da nova geração, com a gravação de discos e patrocínio de artistas como Liniker e os Caramelows, Francisco, El Hombre, Luedji Luna, Xênia França, Larissa Luz, Johnny Hooker, Filipe Catto, Felipe Cordeiro, Aíla, entre outros. Ao mesmo tempo, Natura Musical financia projetos emblemáticos de ícones da música brasileira como, por exemplo, Elza Soares com A Mulher do Fim do Mundo, o novo disco de Jards Macalé, além o regate da obra de Mateus Aleluia, entre outros. No ambiente digital, as redes do Natura Musical oferecem conteúdo exclusivo, abordando música e comportamento por meio de um multicanal de entretenimento produzido pela VICE Brasil.

FAZCULTURA – Parceria entre a SecultBA e a Secretaria da Fazenda (Sefaz),
o mecanismo integra o Sistema Estadual de Fomento à Cultura, composto também pelo Fundo de Cultura da Bahia (FCBA). O objetivo é promover ações de patrocínio cultural por meio de renúncia fiscal, contribuindo para estimular o desenvolvimento cultural da Bahia, ao tempo em que possibilita às empresas patrocinadoras associar sua imagem diretamente às ações culturais que considerem mais adequadas, levando em consideração que esse tipo de patrocínio conta atualmente com um expressivo apoio da opinião pública.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.