Cultura

05/07/2018 20:10

SecultBA firma parceria para implantação da Casa do Hip Hop

g
Foto: Lucas Rosário


Com o objetivo de promover um espaço de referência do movimento hip hop e da juventude negra do estado da Bahia, foi assinado na tarde nesta quinta-feira (05), na Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (Secult), o ato de Autorização de Uso de Bem Público para a implantação da Casa do Hip Hop, cedida pelo Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (Ipac).

A Fundação Cultural do Estado da Bahia também é parceira da ação, e pretende realizar ações sócio-educativas e formativas na Casa do Hip-Hop, além de oficinas de elaboração de projetos audiovisual, de comunicação, e outros. Outro importante ponto da parceria é o Pouso das Artes, que receberá artistas do interior que vão fazer oficinas e intercâmbios artísticos na Casa do Hip-Hop.

De acordo com DJ Branco, um dos articuladores do movimento Hip Hop na Bahia, a finalidade da construção desse espaço é possibilitar o fortalecimento do gênero musical a nível municipal e estadual, enquanto espaço de referência sociocultural e articulação estratégica que estimula o empreendedorismo, a formação superior, a pesquisa, aperfeiçoamento de técnicas e metodologias no trabalho coletivo e comunitário, na perspectiva de contribuir com a superação das desigualdades socioraciais.

“Estamos no caminho certo e esse momento hoje é de bastante valia. Sei a importância do hip hop, pois esse movimento contribuiu para minha formação politica, social e eu espero que com este importante passo a gente também consiga transformar vidas”, destacou Branco.

A estrutura da Casa do Hip Hop será composta por estúdio de multimídia, sala multiuso, escritório, recepção (exposição de livros e quadros, loja colaborativa, sarau de poesias), banheiros, copa e depósito. Ainda segundo DJ Branco, diversas ações estão sendo pensadas para serem realizadas através da implantação da casa, como feiras de empreendedorismo, atividades culturais, seminários, palestras e encontros de formação com a juventude negra.

Reforma – O casarão antigo que abrigará a Casa do Hip-Hop foi cedido pelo IPAC e precisa de reforma para funcionar. Também fruto da parceria entre o projeto e a Funceb, nesta quarta-feira (4) foi anunciada a liberação do recurso para reforma, via emenda parlamentar, articulada pela diretora-geral da Funceb, Renata Dias.

Durante o evento de assinatura do termo, a diretora-geral contou a novidade: “Ficamos felizes em dar essa notícia. O hip-hop é uma linguagem muito rica musicalmente falando, assim como artisticamente e visualmente. Estamos entusiasmados, pois entendemos que precisamos de propostas assim para superar o racismo e todas essas questões estruturantes”.

Já a Secretária de Cultura, Arany Santana, destacou a importância do projeto: “Reconhecemos o trabalho feito pelo movimento hip-hop de Salvador de longas datas. Conhecemos as lutas, as trajetórias e o trabalho em prol da comunidade e juventude negra”.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.