Cultura

08/11/2018 17:10

SecultBA entrega 85 kits com filmes e dinamiza cultura na Bahia

g
Colégio Estadual Professor Magalhães Neto (Ruy Barbosa-BA) é uma das 85 escolas culturais


Com o objetivo de dinamizar a cultura em 85 escolas públicas da rede de ensino, a Secretaria de Cultura (SecultBA), está entregando 85 kits, contendo 18 DVDS e cerca de 37 filmes brasileiros, para comunidades em 27 Territórios de Identidade da Bahia. A ação integra o projeto Escolas Culturais, implantado em 2016, e que reúne ações culturais e educacionais, através das secretarias de Cultura, Educação (SEC), de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS) e Casa Civil.

Segundo o superintendente de Desenvolvimento Territorial da Cultura (SUDECULT), Sandro Magalhães, a chegada dos filmes nas escolas de vários municípios, com destaque para os filmes baianos, frutos do fomento que a Secult vem fazendo através dos Editais, dinamiza a cultura no estado. “Esses kits, com filmes patrocinados pelo Fundo de Cultura, vão ampliar o circuito de difusão e exibição do cinema na Bahia, além de contribuir com uma programação contínua de audiovisual na escola”, disse.

A ideia, destaca Magalhães, é aproximar as linguagens artísticas das Escolas Culturais, fortalecer o projeto e priorizar os filmes de longa e curta-metragem baianos financiados pelo Fundo de Cultura. Os vídeos possuem diferentes gêneros e classificações indicativas, contemplando diversos públicos e faixas etárias. Entre eles estão longas-metragens já consagrados, como Nosso Lar, Os Penetras e Lula O Filho do Brasil.

Além de proporcionar novas oportunidades, experiências e formas diversificadas de aprendizado, os kits distribuídos pela Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb), via Diretoria de Audiovisual (Dimas) e SUDECULT, vão subsidiar o trabalho dos coordenadores culturais na linguagem de audiovisual e serão utilizados nas atividades de 85 escolas, fazendo com que o trabalho do circuito seja contínuo.

Para a coordenadora Executiva do projeto Escolas Culturais, Lílian Mendes, os kits são importantes para destacar a cultura baiana. “Essa iniciativa permitirá o acesso a produções do cinema baiano, valorizando a nossa cultura e reforçando a política pública implementada pelo governo, com exibição de filmes em todo o território da Bahia”.

A diretora da Dimas (Diretoria de Audiovisual), da Funceb, Daniela Fernandes, informou que, com base no planejamento estratégico estabelecido pela diretoria geral da Funceb, foram escolhidas duas áreas como prioritárias: a de Difusão e a de Memória. “A partir dessa escolha, a Secult e a Funceb formaram um grupo de trabalho entre integrantes das secretarias e sociedade civil, para estabelecer ações no campo da difusão”.

A diretora destacou que o projeto Escolas Culturais é um trabalho de política de acesso à cultura e à arte, com ênfase nas linguagens de audiovisual, dança, música e arte literária, para a população baiana. “Essas Escolas Culturais não atendem só os jovens, mas também todas as comunidades do entorno. Essa é uma política de interiorização que está alocada na Sudecult”.

Escolas Culturais – O projeto foi instituído através da Portaria nº 115, de 14 de julho de 2016, da Secult, e é desenvolvido por meio da iniciativa interinstitucional firmada entre as secretarias da Educação (SEC), da Cultura (SecultBA), de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS) e Casa Civil. Sob a coordenação da Secult Bahia, o projeto abrange 85 unidades escolares, em 85 municípios, nos 27 Territórios de Identidade da Bahia. As Escolas Culturais oferecem atividades nas áreas de dança, arte literária, música e audiovisual. O projeto faz parte do programa Educar para Transformar.

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.