Cultura

11/12/2018 15:30

Escola Baiana de Canto Popular encerra 2018 com programação de shows

h
Foto: Ton Schubr

A Escola Baiana de Canto Popular encerra 2018 com o Festival de Canto Popular, que acontece nos dias 12, 14 e 15 de dezembro. A programação traz apresentações das alunas e alunos do curso ministrado pela cantora e professora Ana Paula Albuquerque, além da própria artista. Dia 12, os shows acontecem no Largo Tereza Batista, no Pelourinho, a partir das 19h. Já dia 14, o Sesc Pelourinho recebe as apresentações, também a partir das 19h. A programação encerra no dia 15, na Casa da Mãe, no Rio Vermelho, às 22h.

A Festa Imodesta abre o Festival de Canto Popular na quarta (12), no Largo Tereza Batista. O show, com apoio da Secretaria de Cultura da Bahia, via Centro de Culturas Populares e Identitárias, traz uma mostra de compositores da música popular brasileira. Milton Nascimento, Gilberto Gil, Lenine e João Bosco são alguns dos nomes que estão no repertório do show. Além disso, há uma homenagem a Djavan, com canções que mostram diferentes fases e vertentes do compositor.

Ainda na quarta, quem for ao Largo Tereza Batista poderá prestigiar o show “Ô de casa, Ô de fora – Uma cantata ao Nordeste”. A apresentação, que tem direção artística de Ana Barroso, busca valorizar a cultura nordestina. “Foi uma ideia que surgiu durante as eleições e o objetivo é fortalecer a nossa cultura e reafirmar a nossa identidade de nordestinos”, afirma Ana Paula Albuquerque.

Já na sexta (14), a programação do Festival de Canto Popular continua no Sesc Pelourinho com apresentações de Laiane Borges, com o pocket-show “Lâmpada”, e Dani Casanova, com “Todo Amor que Houver nessa Vida”, também um pocket-show. A noite termina com a apresentação das alunas e dos alunos da turma iniciante da Escola Baiana de Canto Popular, que apresentam canções que trabalharam com a professora durante o semestre de aulas.

“Lâmpada” é o trabalho de estreia de Laiane Borges como cantora e compositora. Na apresentação no Festival de Canto Popular, ela também lança o EP homônimo ao show. Ambos têm cinco músicas autorais que falam sobre o processo de autodescoberta. Já Dani Casanova apresenta um show que aborda o amor e suas diferentes nuances: tranquilo, monótono, intenso, marcantes, sensual, enlouquecedor, leve, rancoroso. A música de Cazuza que dá nome ao show foi escolhida por que foi a primeira canção que a artista apresentou no palco.

Para fechar a programação do Festival de Canto Popular, a cantora e professora Ana Paula Albuquerque se apresenta na Casa da Mãe, no Rio Vermelho, no sábado (15). A artista recebe convidados e apresenta um repertório onde mesclar canções de seu primeiro álbum lançado e canções de seu novo show OMAREMIM. Ela ainda recebe cantores e cantoras que estão ou que já passaram pela Escola Baiana de Canto Popular, além de colegas da cena musical de Salvador, como Pamela, Vitória Gomes, Neyla Lopo, Rita Sanches e Cris D’Ávila.

SERVIÇO

FESTIVAL DE CANTO POPULAR


Quarta-feira, 12 de dezembro, 19h
Largo Tereza Batista
Festa Imodesta
“ô de casa, ô de fora - Uma cantata ao Nordeste”
R$ 10 (meia) e R$ 20 (inteira)

Sexta-feira, 14 de dezembro, 19h
Sesc Pelourinho
“Lâmpada”, de Laiane Borges
“Todo Amor que Houver nessa Vida”, de Dani Casanova
Recital de Canto Popular
R$ 10 (meia) e R$ 20 (inteira)

Sábado, 15 de dezembro, 22h
Casa da Mãe
Ana Paula Albuquerque e convidados
R$ 20 (couvert artístico)
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.