Fundo de Cultura

07/01/2019 18:00

Grupo Finos Trapos apresenta no Gamboa Nova espetáculo Beira de Estrada

g
Crédito: Rodri Rodri

O Grupo Finos Trapos apresenta, na próxima quarta-feira (9), o espetáculo Beira de Estrada, no Teatro Gamboa Nova. As sessões vão acontecer sempre às 19h, nos seguintes dias: 09/01, 10/01, 16/01, 17/01, 23/01, 24/01, 30/01 e 31/01. A classificação etária é de 12 anos. Os ingressos custam 20 reais a inteira e 10 a meia.

O enredo conta a história de três atores, três destinos ou mesmo três amigos que desbravam o mundo com o desejo de levar a beleza da arte de interpretar e de revelar como os meandros desse ofício podem representar de maneira bastante lírica e metafórica o contexto social das relações e escolhas de uma sociedade.

O espetáculo tem sua dramaturgia construída de forma colaborativa e recorre a inspirações de cenas que remetem ao universo das tragédias gregas. O público terá oportunidade de ver esta narrativa no palco tramada pelos atores Yoshi Aguiar, Thiago Carvalho e Frank Magalhães, que também assina a direção do espetáculo (indicado ao Prêmio Braskem de Teatro 2014, como melhor diretor pelo espetáculo O Vento da Cruviana).

Como marca do Grupo de Teatro Finos Trapos, este trabalho tem a musicalidade presente como um lastro para contar a narrativa. A trilha de ‘BEIRA DE ESTRADA’ foi composta originalmente para o espetáculo, destaca-se nas composições o lirismo através dos versos, desenhando texturas em que enaltece e gera ricas imagens de delicadeza. O jovem Gabriel Carneiro é o diretor musical.

A companhia é apoiada pelo edital de apoio a ações de Grupos e Coletivos culturais, e o Teatro Gamboa Nova por meio do Programa de Apoio a Ações Continuadas de Instituições culturais, ambos com recursos do Fundo de Cultura da Bahia.

Fundo de Cultura do Estado da Bahia (FCBA) – Criado em 2005 para incentivar e estimular as produções artístico-culturais baianas, o Fundo de Cultura é gerido pelas Secretarias da Cultura e da Fazenda. O mecanismo custeia, total ou parcialmente, projetos estritamente culturais de iniciativa de pessoas físicas ou jurídicas de direito público ou privado. Os projetos financiados pelo Fundo de Cultura são, preferencialmente, aqueles que apesar da importância do seu significado, sejam de baixo apelo mercadológico, o que dificulta a obtenção de patrocínio junto à iniciativa privada. O FCBA está estruturado em 4 (quatro) linhas de apoio, modelo de referência para outros estados da federação: Ações Continuadas de Instituições Culturais sem fins lucrativos; Eventos Culturais Calendarizados; Mobilidade Artística e Cultural e Editais Setoriais. Para mais informações, acesse: www.cultura.ba.gov.br

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.