Cultura

15/05/2019 16:30

BTCA volta a apresentar “Lub Dub”

f
Lub Dub / Foto: Fábio Bouzas


O Balé Teatro Castro Alves (BTCA) retorna à Sala do Coro do Teatro Castro Alves (TCA) para apresentar o aclamado espetáculo “Lub Dub”, considerado um dos 10 espetáculos de dança fundamentais de 2017 pela revista Bravo!, tendo circulado por diversos estados e festivais do Brasil. Criada pelo dançarino, coreógrafo e compositor sul-coreano Jae Duk Kim, a coreografia percussiva é uma intensa alternância de movimentos de tração e estremecimento, dinamismo e relaxamento, ritual e contemporâneo. Serão duas sessões, nos dias 18 e 19 de maio, sábado e domingo, às 20h. Os ingressos custam R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia), já à venda na bilheteria do TCA, nos SACs do Shopping Barra e do Shopping Bela Vista ou pelos canais da Ingresso Rápido (http://site.ingressorapido.com.br/tca).

Em “Lub Dub”, os dançarinos têm a percussão como motivação sonora e física. A estrutura coreográfica se desenvolve pelas características peculiares do coreógrafo: ele oscila do silêncio absoluto à vertigem, em questão de instantes, sempre em estreita relação com a trilha sonora. O próprio Jae Duk Kim assina a trilha, que tem como base instrumentos percussivos das culturas oriental e ocidental, efeitos incidentais, canto e sons ao vivo.

O curioso nome do espetáculo é uma referência ao som das batidas do coração. Para a medicina, os dois primeiros (ou principais) sons cardíacos são denominados ‘lub’ e ‘dub’, que representam a bolha produzida pela abertura e fechamento das válvulas que permitem a passagem do sangue. Assim, a obra é uma metáfora sobre a vida, sobre a própria humanidade e sua energia vital, que motiva e sustenta o movimento do corpo: o corpo que pulsa, medita, protesta e luta.

BTCA – Companhia pública de dança contemporânea fundada em 1981, o Balé Teatro Castro Alves (BTCA) tem direção artística de Wanderley Meira e é um corpo artístico estável do Teatro Castro Alves (TCA), vinculado à Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb) e à Secretaria de Cultura do Governo do Estado da Bahia (SecultBA). Conta no seu repertório com mais de 70 montagens de importantes coreógrafos. Em sua história recente, além de “Lub Dub” (2017), destacam-se o projeto “Urbis in Motus” (2017), interação de performance, dança e vídeo; “Tamanho Único” (2018), conjunto de solos com temas livres criados por integrantes da companhia e convidados externos; e “CHAMA: Coreografia para artistas incendiárixs” (2018), dirigido pelos coreógrafos Jorge Alencar e Neto Machado, uma obra argumentada pelo incêndio do Museu Nacional.

SERVIÇO

“Lub Dub”

Balé Teatro Castro Alves (BTCA)
Quando: 18 e 19 de maio de 2019 (sábado e domingo), 20h
Onde: Sala do Coro do Teatro Castro Alves
Quanto: R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia)
Classificação indicativa: 12 anos
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.