Cultura

06/08/2020 11:00

Sinfônica da Bahia lança a "Academia virtual da OSBA" com ações afirmativas no processo seletivo

Academia_Virtual_da_OSBA


Como forma de compartilhar seus conhecimentos musicais com a comunidade, a Orquestra Sinfônica da Bahia expande suas atividades de extensão e lança a “Academia Virtual da OSBA”, projeto de aulas de ensino à distância ministradas por integrantes da Orquestra destinadas a musicistas e músicos em formação que queiram se aperfeiçoar na prática de instrumentos orquestrais. Serão oferecidas 95 vagas para 13 modalidade de instrumento, a saber: violino (29), viola (9), violoncelo (10), contrabaixo (5), flauta (4), oboé (7), clarinete (3), saxofone (2), fagote (4), trompa (3), trompete (8), trombone (5), tuba (2) e percussão (4). As inscrições iniciaram ontem (05) e serão realizadas até 23 de agosto de 2020 exclusivamente online através do link:https://bit.ly/inscricaoacademiaosba.

O processo seletivo ocorrerá através do exame de um vídeo musical enviado pelo candidato. A valorização da diversidade étnica, social e de gênero é uma premissa do edital de seleção que destinará 40% das vagas à promoção da inclusão. Destas, metade serão reservadas a mulheres e metade serão reservadas a pessoas autodeclaradas negras (pretas e pardas) ou indígenas e que estejam em situação de vulnerabilidade econômica. As informações detalhadas e condições para a inscrição podem ser lidas no edital, neste link: www.amigostca.org.br/blog.


As Academias de Orquestra consistem em um espaço criado por grupos sinfônicos com o objetivo de contribuir com o desenvolvimento de jovens talentos da música, aproximando o estudante de música à vivência orquestral.  No momento atual, em que o mundo enfrenta uma grave pandemia, a OSBA viu na criação de sua Academia Virtual uma oportunidade de oferecer à sociedade um espaço pedagógico em que é possível compartilhar conhecimento de maneira remota através de encontros online. 


Para Carlos Prazeres, regente titular e diretor artístico da OSBA, “A criação de uma Academia de Música beneficia amplamente o meio cultural, fomentando o estudo da música sinfônica, abrindo um novo espaço para ensino e aprendizado relacionado a esse meio, favorecendo o desenvolvimento de futuros profissionais para o mercado da música e orquestra e colaborando para que o nível de formação dos profissionais seja aprimorado, gerando um impacto sociocultural positivo e de longa duração”.  O projeto, que assim que possível tem intenção de realizar uma edição presencial, permite que a instituição se fortaleça enquanto um vetor de troca de saberes com a sociedade, consolidando um leque de atividades de extensão que a Orquestra já oferece. 


As aulas estão previstas para ocorrerem entre 14 de setembro e 20 de novembro de 2020, com um encontro semanal de 1h,  totalizando uma carga horária de 10h. Como atividade de conclusão de curso os alunos gravarão um vídeo-concerto que será veiculado nas redes sociais da OSBA em data a ser definida no mês de dezembro de 2020.  Ainda, será oferecida uma premiação em dinheiro no valor de R$ 2.500,00 para até 6 alunos com os melhores desempenhos. 


DIVERSIDADE E INCLUSÃO –  “Em suas ações artísticas e comunicacionais, a OSBA vem se afirmando como uma orquestra  que busca estabelecer diálogos com temas contemporâneos e muitos deles configuram debates  urgentes em nossa sociedade. As ações afirmativas da Academia Virtual nasceram deste processo de amadurecimento interno que está em curso”, explica Fabiana Pimentel, diretora executiva da OSBA, sobre as ações afirmativas que propõem que a Academia Virtual possua mais diversidade e inclusão.  “Nosso objetivo agora é avançar ainda mais nessa direção. Este edital foi construído com a colaboração de um grupo multidisciplinar composto por integrantes do corpo administrativo da Orquestra cujo foco inicial tem sido refletir sobre como temas como diversidade e representatividade podem se integrar ao nosso cotidiano organizacional”, complementa a diretora. Um processo seletivo mais inclusivo tem como objetivo fortalecer o papel da arte no fomento dos valores humanísticos e construir um ambiente musical plural e representativo, conectando a Sinfônica da Bahia à sociedade da qual faz parte. 


A Orquestra Sinfônica da Bahia (OSBA), criada em 30 de setembro de 1982, é um corpo artístico do Teatro Castro Alves e que teve seu processo de publicização consolidado em abril de 2017. Desde então, a Associação Amigos do Teatro Castro Alves (ATCA) – entidade sem fins lucrativos qualificada como Organização Social (OS) – realiza a gestão da OSBA, que permanece como corpo artístico público, sendo mantida com recursos diretos do Governo do Estado da Bahia, através da sua Secretaria de Cultura (SecultBA).

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.