Cultura

06/08/2020 15:10

NOTA DE PESAR – JAIME SODRÉ


s

A Secretaria de Cultura do Estado da Bahia lamenta o falecimento do historiador, escritor e professor Jaime Sodré. Nascido em 19 de fevereiro de 1947, o soteropolitano cresceu em meio à diversidade cultural do bairro de Santo Antônio, na capital baiana. Diplomou-se pela Escola de Belas Artes da UFBA, no curso de Licenciatura Em Desenho, no ano de 1975. Realizou mestrado em Teoria e História da Arte, com trabalho sobre a influência da religião afro-brasileira na obra escultórica de Mestre Didi.

Destacou-se como um grande estudioso da cultura negra e porta voz do movimento pela igualdade racial e contra a intolerância religiosa, tendo sido Xicarangoma do terreiro Tanuri Junssara e Oloiyê (conselheiro) do Terreiro do Bogum. Seu trabalho de doutorado tinha como título “A Imprensa e o candomblé: informação e desinformação”.

Recebeu muitos prêmios nos campos das Artes Plásticas e da Música, e foi professor de disciplinas ligadas a desenho, produção gráfica e design na Universidade do Estado da Bahia (UNEB) e Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia. Foi membro do Conselho Estadual de Cultura do Estado da Bahia.

A SecultBA manifesta solidariedade aos familiares e entes queridos. Jaime Sodré deixa um legado que para sempre marcará a cultura e história afrobrasileira, e serve de inspiração na luta contra o racismo.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.