Fazcultura

19/10/2020 10:20

Prêmio Braskem de Teatro celebra os destaques das artes cênicas na Bahia


s
Foto: Reprodução/ Youtube


Vermelho Melodrama e Sarauzinho da Calu foram os grandes vencedores do 27º Prêmio Braskem de Teatro nas categorias Espetáculo Adulto e Espetáculo Infantojuvenil, respectivamente. A cerimônia de entrega foi realizada na noite deste domingo (18) no estúdio da TVE, em Salvador. Neste ano atípico e em que a classe artística foi tão impactada pela pandemia, a celebração trouxe um formato diferente de um programa de televisão, onde os indicados e os 27 anos da mais tradicional premiação das artes cênicas baianas foram protagonistas. O Prêmio Braskem de Teatro é uma realização da Caderno 2 Produções e patrocinado pela Braskem e Governo do Estado, através do Fazcultura, Secretaria de Cultura e Secretaria da Fazenda.


Thiago Romero conquistou o troféu de Direção por Última Chamada, enquanto Diego Araúja venceu na categoria Texto pela peça Holocausto Brasileiro. A estatueta na categoria Ator ficou com Ricardo Fagundes por sua atuação em Das “Coisa” Dessa Vida e Ana Mametto foi escolhida como melhor Atriz por Sonho de uma Noite de Verão na Bahia. Helisleide Bonfim venceu como Revelação por sua interpretação em Holocausto Brasileiro, já Luiz Santana recebeu o troféu na categoria Especial pelo figurino e adereços de Vermelho Melodrama. Os vencedores nas categorias de melhores espetáculos Adulto e Infantojuvenil receberam R$ 30 mil, enquanto os contemplados nas demais categorias ganharam R$ 5 mil cada, além dos troféus.

A premiação avaliou 58 peças inéditas e profissionais, que estiveram em cartaz em Salvador entre 4 de abril e 23 de dezembro de 2019. A Comissão Julgadora foi formada por Andrea Elia, atriz, diretora e professora de teatro; Elaine Cardim, atriz, doutoranda em Artes Cênicas e professora da Escola de Teatro da Universidade Federal da Bahia (UFBA); João Lima, diretor e presidente da Cooperativa Baiana de Teatro; Marilza Oliveira, doutoranda, mestra em Dança e professora da Escola de Dança da UFBA; e Marcos Uzel, jornalista, escritor e professor com pós-doutorado em Artes Cênicas.

Através de depoimentos, os jurados explicaram sobre o processo de avaliação e suas impressões dos espetáculos indicados. O programa de TV, dirigido por Gil Vicente e apresentado pelos atores Marcelo Praddo e Denise Correia, trouxe testemunhos ao longa da celebração para reconhecer a contribuição de todos para a cena teatral.  "Buscamos a linguagem da TV para falar de teatro e assumimos isso, valorizando a classe artística. Por isso, achei importante dar destaque também aos indicados e a todos que fazem parte desse processo, afinal o prêmio mexe com todos, não só com os vencedores", explica Gil Vicente.

O diretor artístico reuniu os momentos marcantes dos 27 anos da premiação, que foram relembrados durante o programa de televisivo, que teve como tema "A história do teatro em tempos de exceção e a relação com o tempo atual". "Ao longo da sua trajetória, o Prêmio Braskem fomentou o teatro baiano, cumprindo um papel importante de valorização dos artistas e de todos profissionais que acompanham a cena teatral. A Braskem acredita na capacidade de desenvolvimento e na grande força de transformação da cultura, que é fundamental para a construção de uma sociedade mais consciente e diversa", pontua Ana Laura Sivieri, diretora de marketing e comunicação da Braskem.

Além da importância do prêmio em si, a cerimônia é um momento especial de confraternização da classe artística, o que foi recriado mesmo de forma remota. Os indicados se reuniram e celebraram em salas virtuais. Os vencedores tiveram espaço para os tradicionais discursos, ponto marcante do evento, permitindo a vibração e toda sinergia que é marcante da premiação. A atriz e dramaturga Cássia do Valle, que dirigiu Sarauzinho da Calu, considerado o melhor espetáculo infantojuvenil, dedicou a premiação aos seus pais e a toda equipe que participou da construção da peça, além de reconhecer a atuação da comissão julgadora. "Quero dividir com a arte negra essa noite especial. Parabéns ao Prêmio Braskem por isso e a essa comissão por esse olhar especial para o novo. É uma alegria estar aqui representando o teatro coletivo. Viva a arte!", comemorou.

Já o diretor de Vermelho Melodrama, Jorge Alencar festejou a conquista ao lado dos colegas de cena e destacou o cenário de incertezas gerados pela pandemia. "Recebo esse prêmio com imensa alegria em meio a esse momento que é tão desafiador, principalmente para as artes vivas, como o teatro".

Em um momento emocionante, cinco grandes nomes das artes baianas que faleceram esse ano foram homenageados durante o evento com um minuto de silêncio. Depoimentos de familiares e artistas reconheceram a trajetória e contribuição de Anselmo Serrat, Chica Xavier, Fernando Neves, George Vassilatos e Inaldo Santana para a cena teatral. A cerimônia, que foi acompanhada pelo público pela TVE Bahia e pelo YouTube, também homenageou as 150 mil vítimas da Covid-19.

CONFIRA OS VENCEDORES DO 27º PRÊMIO BRASKEM DE TEATRO:

ESPETÁCULO ADULTO
  Vermelho Melodrama

ESPETÁCULO INFANTOJUVENIL
  Sarauzinho da Calu

TEXTO
  Diego Araúja, por Holocausto Brasileiro

DIREÇÃO
  Thiago Romero, por Última Chamada

ATOR
  Ricardo Fagundes, por Das "coisa" dessa vida
 
ATRIZ
  Ana Mametto, por Sonho de uma Noite de Verão na Bahia

REVELAÇÃO
  Helisleide Bonfim, pela atuação em Holocausto Brasileiro
 
CATEGORIA ESPECIAL
  Luiz Santana, pelo figurino e adereços de Vermelho Melodrama


Sobre o Prêmio Braskem de Teatro
O Prêmio Braskem de Teatro, que é uma realização da Caderno 2 Produções e patrocinada pela Braskem e Governo do Estado, através do Fazcultura, Secretaria de Cultura e Secretaria da Fazenda, é um evento tradicional já consolidado no cenário cultural da Bahia e tem o objetivo de valorizar, reconhecer e premiar a produção teatral do estado, abrindo espaço para o surgimento de novos talentos. A premiação, que em 2020 chega a sua 27ª edição, exemplifica a estratégia de atuação social da Braskem na valorização e promoção da cultura e das artes, com foco no desenvolvimento humano.

Sobre a Braskem
Com uma visão de futuro global, orientada para as pessoas e para a sustentabilidade, a Braskem está engajada em contribuir com a cadeia de valor para o fortalecimento da Economia Circular. Os 8 mil Integrantes da petroquímica dedicam-se diariamente para melhorar a vida das pessoas por meio de soluções sustentáveis da química e do plástico. A Braskem possui DNA inovador e um completo portfólio de resinas plásticas e produtos químicos para diversos segmentos, como embalagens alimentícias, construção civil, industrial, automotivo, agronegócio, saúde e higiene, entre outros. Com 40 unidades industriais no Brasil, EUA, México e Alemanha e receita líquida de R$ 52,3 bilhões (US$ 13,2 bilhões), a companhia exporta seus produtos para Clientes em mais de 100 países.

Sobre o Fazcultura
Parceria entre a Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA) e a Secretaria da Fazenda (Sefaz), o mecanismo integra o Sistema Estadual de Fomento à Cultura, composto também pelo Fundo de Cultura da Bahia – FCBA, CrediFácil Bahia (em parceria com a Desenbahia) além das linhas especiais de apoio, como os Pontos de Cultura e o Carnaval Ouro Negro. O objetivo é promover ações de patrocínio cultural por meio de renúncia fiscal, contribuindo para estimular o desenvolvimento cultural da Bahia, ao tempo em que possibilita às empresas patrocinadoras associar sua imagem diretamente às ações culturais que considerem mais adequadas, levando em consideração que esse tipo de patrocínio conta atualmente com um expressivo apoio da opinião pública.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.