Diretrizes

Construção de uma cultura cidadã, componente essencial do processo de transformação e de desenvolvimento que vive o Brasil e a Bahia, que possibilite a predominância de novos valores democráticos, republicanos, solidários, fraternos, de paz e de respeito à diversidade, imprescindíveis a uma nova sociedade e a um novo modelo de desenvolvimento.

Aprofundamento da territorialização da cultura. A Secretaria de Cultura assumiu os territórios de identidade como política para assegurar a atenção à diversidade de manifestações culturais presente em todos os territórios da Bahia. Cabe aprofundar e consolidar este processo de territorialização da cultura, que visa levar as políticas culturais ao interior e à periferia de Salvador.

Fortalecimento da institucionalidade cultural, pois o Brasil e a Bahia têm uma organização cultural fragilizada. O fortalecimento busca consolidar políticas, estruturas, gestão democrática e procedimentos republicanos de apoio à cultura, tais como as seleções públicas e editais. A criação de novas instituições, a reforma de instalações existentes, a qualificação da gestão e a formação de pessoal em cultura são vitais para o desenvolvimento cultural da Bahia.  

Crescimento da economia da cultura. Uma das áreas econômicas de maior desenvolvimento no mundo contemporâneo é a cultura. As indústrias culturais e a economia criativa são, cada vez mais, componentes fundamentais da economia em uma sociedade do conhecimento. O potencial da economia da cultura na Bahia precisa ser compreendido e estar necessariamente inscrito no processo de desenvolvimento.

Ampliação do diálogo intercultural entre nossos estoques e fluxos culturais (ocidental, afro-brasileiro, do sertão e dos povos originários), os sotaques brasileiros e outras culturas do mundo, em especial latino-americanas e africanas. Sem o diálogo intercultural, não existe a possibilidade de desenvolvimento cultural.

Alargamento das transversalidades da cultura. Na contemporaneidade, é impossível desenvolver a cultura sem considerar sua articulação, cada dia mais essencial, com campos afins, como: educação, comunicação, ciência e tecnologia, turismo, economia, segurança pública, saúde, urbanismo, trabalho e outros. Não existem políticas culturais na atualidade sem educação e comunicação. Por conseguinte, damos ênfase especial ao trabalho conjunto com outras Secretarias de Estado.

Diretrizes da SecultBA Estrutura da SecultBA Atos Convocatórios e Resultados    
Recomendar esta página via e-mail: